Atirador conta como matou Bin Laden pela primeira vez à imprensa

0
248

O atirador da da Marinha norte-americana que matou Osama Bin Laden em maio de 2011 deu uma entrevista detalhada sobre o caso pela primeira vez na edição de março de 2013 da revista dos EUA “Esquire”.

“Ele estava morto. Não se movia. Sua língua estava para fora. Eu o vi respirar pelas últimas vezes, apenas por reflexo. E eu me lembro de pensar, enquanto o via expirar pela última vez: ‘Isso é a melhor coisa que eu já fiz, ou é a pior coisa que eu já fiz?”, o atirador diz à “Esquire”.

O nome do homem, identificado apenas como “The Shooter” (o atirador) não foi revelado para manter sua segurança e de sua família, segundo a revista. O artigo completo (em inglês” está no site da “Esquire”.

“Pela primeira vez, o membro do SEAL da Marinha que matou Osama Bin Laden conta sua história – falando não só sobre a operação e os três tiros que mudaram a História, mas sobre sua batalha pessoal em sequência por si e sua família. E a assustadora falha do governo dos Estados Unidos em ajudar seus soldados experientes e habilidosos em continuar com suas vidas”, diz a revista na abertura da reportagem.

Ele reclama na reportagem da falta de apoio do governo para seguir sua vida depois que ele voltou da missão no Paquistão.

A missão, de invadir a casa no Paquistão em que o líder da Al Qaeda estava escondido, segundo “o atirador” diz à “Esquire”, foi passada por uma mulher que trabalhava na CIA – conforme retratado no filme “A hora mais escura”. Ela disse que ele estava “com 100% de certeza no terceiro andar da casa”.

“O atirador” diz à “Esquire” que a ação no terceiro andar da casa durou cerca de 15 segundos. “Eu atirei nele duas vezes na testa. A segunda enquanto ele estava caindo. Ele caiu no chão em frente à cama e eu atirei de novo. No mesmo lugar (…) Seu cérebro se espalhou pelo rosto. O público norte-americano não quer saber como era a imagem”, diz o soldado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui