É a vez da cadeia produtiva da mandioca

0
209

 

Imagens Veracel Celulose ( foto Nilton Souza)
Imagens Veracel Celulose ( foto Nilton Souza)

A Veracel e o Governo do Estado da Bahia lançaram o 2º Edital de apoio a empreendimentos econômicos solidários e da agricultura familiar na região Sul da Bahia. Neste novo edital, o apoio será à cadeia produtiva da mandioca e terá o valor de R$ 1,2 milhão para a instalação de duas unidades de processamento para produção de farinha e demais derivados e duas de propagação rápida de manivas, a muda da raiz, além de um veículo utilitário para apoiar o processo de comercialização. O lançamento ocorreu durante o evento de inauguração das seis Agroindústrias Simplificadas de Hortifruticultura (ASH) às associações contempladas no primeiro edital do Pacto para Desenvolvimento da Costa do Descobrimento, no dia 21/02, na Associação dos Pequenos Produtores do Assentamento Luís Inácio Lula da Silva (Lulão), em Santa Cruz Cabrália.

As associações que tiverem interesse em pleitear este investimento deverão preencher uma ficha bem simples e seguir as informações do edital disponível nos sites da Secretaria da Agricultura da Bahia, da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional, da Casa Civil, do programa Vida Melhor e no da Veracel Celulose.

 Inauguração das primeiras agroindústrias simplificadas

 Durante a cerimônia de entrega o Governador do Estado da Bahia, Jaques Wagner, explicou que atualmente a Bahia possui 640 mil famílias que dependem da terra para viver e destacou a importância desta parceria com a Veracel para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar na região. O diretor-presidente da Veracel, Antonio Sergio Alipio acrescentou ainda que “Essa parceria além de trazer mais tecnologia para o campo e tornar mais viável a atividades rurais, favorece o associativismo e o desenvolvimento da agricultura familiar. A nossa intenção é melhorar a qualidade de vida destas pessoas que têm o dom de trabalhar com a terra”, explica o diretor-presidente da Veracel.

“Este é um momento muito importante para a história do Brasil. Está reunido, aqui hoje, em um mesmo lugar, representantes do MST, Governo do Estado da Bahia e Veracel para inaugurar algo que vai beneficiar a reforma agrária e agricultura familiar dessa região. Essa é a prova de com diálogo podemos construir muita coisa”, afirmou Márcio Matos, da Coordenador Nacional do MST, que atua na Bahia, sobre a Jornada de Lutas pela Reforma Agrária.

Cada uma das seis agroindústrias terá uma área de 40m² e maquinário capaz de processar diversos produtos oriundos do campo. Elas poderão produzir polpas, doces, compotas, biscoitos e frutas desidratadas, de acordo com o potencial de cada associação. Além da entrega dos equipamentos e de um veículo utilitário com capacidade para transportar 800 Kg de alimentos processados, cada associação participou de cursos e oficinas para capacitação na gestão, boas práticas e produção dos diversos produtos, realizados em parceria com o SEBRAE-BA.

“Essa agroindústria vai mudar a vida de nossa comunidade. Ficamos afastados de nosso munícipio e a dificuldade em vender nossos produtos era muito grande. Agora com carro e equipamentos vamos conseguir vender não só os produtos de forma natural, mas também beneficiado”, comenta confiante Lidiane de Andrade Souza, presidente da Associação de Pequenos Produtores do Vale do Jequitinhonha (Belmonte), uma das associações contempladas no 1º Edital.

Criação de uma marca regional – Buscando contribuir para uma maior profissionalização das atividades e a padronização dos processos com as melhores práticas de mercado, cada um dos produtos produzidos nestas seis Agroindústrias Simplificadas de Hortifruticultura (ASH) será embalado e receberá um rótulo de identificação com o logotipo “Produtos da Costa do Descobrimento” e o nome de casa associação.  “Antes a gente só conseguia vender os nossos produtos no mercado local ou nos municípios vizinhos. Agora com rótulo e embalagem, poderemos ir muito mais longe”, conta animado o Policial Militar, Agnevaldo Cardoso Rodrigues, líder comunitário da Associação de Pequenos Produtores Rurais de União Baiana (Itagimirim), também contemplada no 1º Edital.

O PACTO

O Pacto para Desenvolvimento da Costa do Descobrimento é uma parceria entre a Veracel Celulose e o Governo do Estado da Bahia. Com um investimento total aproximado de R$ 9 milhões, até 2015, o Pacto irá beneficiar agricultores familiares em Porto Seguro, Eunápolis, Belmonte, Santa Cruz Cabrália, Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Itapebi, Mascote e Canavieiras. Esses recursos são oriundos do incentivo à exportação, previsto na Lei Complementar nº 87, de 1996 (Lei Kandir), que gera créditos do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para empresas exportadoras. O ineditismo desta parceria é a associação das ações do Pacto com políticas públicas do Governo do Estado da Bahia, a exemplo do Vida Melhor, que dará aos investimentos maior escala beneficiando, a médio e longo prazo, os municípios do Território da Costa do Descobrimento.

Confira a integra do 2º edital do Pacto para o Desenvolvimento da Costa do Descobrimento no site da Veracel:  www.veracel.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui