As execuções voltaram a acontecer em Eunápolis, nesta 5ª feira 3 homicídios.

0
211

Binho morreu em cima da moto que estava pilotando  ( foto Pbarbosa
Guinho morreu em cima da moto que estava pilotando ( foto Pbarbosa

Pela manhã um homicídio perto da rodoviária, na área de um bar, trata-se de um estrangeiro de origem tcheca, no Juca R mais um jovem foi assassinado e na rua Edmundo Borges em frente ao nº 74, no Centauro,  assassinaram mais um jovem com requintes de violência, pois os executores não economizaram balas.

A vítima foi Cristiano Souza Cerqueira 28, mais conhecido como Guinho Caolho, Guinho foi morto com aproximadamente 10 tiros de pistola .380. Foram 5 tiros nas nádegas, 2 nas costas, 1 tiro na nuca, nos braços e pernas, no local foram recolhidas 1 cápsula deflagrada, um projétil que foi ejetado da arma sem deflagrar, e mais 5 projéteis disparados, fora os que ficaram alojados no corpo. Isto sem contar os dois tiros que pegaram no chão e outros que ficaram na parede em frente ao local onde Guinho caiu com a moto após ser atingido pelos disparos.

Algumas pessoas disseram que foram duas motos com 4 elementos, por outro lado, outras pessoas disseram que foram dois carros 1 carro Uno com vidros fumê prata escuro, quase grafite,  e um Punto Branco. Porém em uma das casas tem uma câmera externa e que a policia já solicitou a gravação da mesma, pois ali pode estar a solução do assassinato.

A reportagem apurou que na realidade, não era Cristiano que eles queriam matar, mas sim o dono da moto vermelha placa OKX 9420 e que nos documentos pertence a Clebson Santos Oliveira, por outro lado, algumas pessoas que conhecem Cristiano mais de perto, disseram que ele tinha seus problemas, pois ele foi chamado e enquanto uma pessoa conversava com ele, os outros chegaram por trás e dispararam todos os tiros, a saber, que as informações dão contra de que este crime pode estar ligado ao assassinato de Pânico já que os dois eram muito chegados.

O que se sabe é que o mundo das drogas é um mundo sem fronteiras, é um beco sem saída, é uma viagem sem bilhete de volta. Por outro lado, a cidade está totalmente desguarnecida, pois não existem policiais suficientes para tomar conta da cidade, pelo menos o mínimo possível, a reportagem do rota51.com arguiu o em sua visita a cidade, sobre o fator segurança, as respostas do governador não satisfizeram a sociedade, as contratações feitas não chegaram a Eunápolis, as viaturas ficaram no meio do caminho, os poucos policiais fazem o que podem, mas não são suficientes, é por isto que o Governador quando esteve aqui, ao sair para ir embora saiu pela portas dos fundos da Igreja Betel e é com este descaso pelo extremo sul da Bahia é que seu candidato a sucessão a governador do Estado, está mais longe da vitória do que o homem da lua, na lua ele já foi uma vez, ganhar as eleições se Deus não entrar no meio, nem de costa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui