A proteção de crianças e adolescentes chegou para o Carnaval e veio para ficar

0
222

 

Cartaz divulgação
Cartaz divulgação

O período de carnaval atrai um grande fluxo de turistas de diversas partes do Brasil e do mundo para as famosas folias da Bahia. Toda essa movimentação aquece o comércio local, aumenta o número dos negócios, mas também acaba ampliando a exposição de crianças e adolescentes ao risco de abuso e exploração sexual.

 Pensando nisso, uma parceria entre a Veracel Celulose, o Instituto Tribos Jovens, as prefeituras de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália e o Grupo Axé Moi está possibilitando o desenvolvimento de uma campanha de sensibilização dos turistas e moradores do sul da Bahia sobre a importância de cada um para a proteção de crianças e adolescentes.

 Com o tema: “Aqui nós protegemos nossas crianças e adolescentes da violência sexual”, a campanha começou com o Carnaval e deve permanecer em pauta de forma contínua na região, apoiando as demais iniciativas da rede de enfrentamento do abuso e violência. O Carnaval é uma oportunidade pontual, mas o risco social é constante e todo cidadão, morador ou não da região, pode tomar uma atitude simples, anônima e responsável, acionando o disque 100.

 Para que a trilha da denúncia tenha resultado efetivo e cuide da vítima de forma adequada, estão sendo desenvolvidas ações estratégicas de qualificação, articulação e engajamento de profissionais destes dois municípios, em parceria com os Conselhos, Órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e empresários que fazem parte do Programa Território de Proteção.

A CAMPANHA

Peças publicitárias estão sendo veiculadas para incentivar a atitude individual e coletiva nesta conscientização. A participação de artistas que estão “vestindo a camisa do Projeto”, a exemplo da Mari Antunes, vocalista da banda Babado Novo, e do Xande, do Harmonia do Samba, reforçam este conceito.

Além de chamar atenção para o tema abuso ou exploração sexual de crianças ou adolescentes, a campanha é incentivada a atitude cidadã de denúncia ao Conselho Tutelar do município ou uso do Disque 100, destacando que a ligação é gratuita e não é necessário se identificar. 

 

TERRITÓRIO DE PROTEÇÃO 

Estas atividades de enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes fazem parte do Projeto Proteção em Rede, do Programa Território de Proteção, no sul da Bahia, que é um conjunto de parcerias estratégicas, que integra iniciativas, projetos e ações continuadas de organismos públicos e privados com o objetivo de promover, proteger e defender os direitos humanos de crianças, adolescentes, jovens, famílias e comunidades, respeitando as especificidades das comunidades tradicionais, na perspectiva do fortalecimento das políticas públicas relativas.

 

Para mais informações, entre em contato com algum dos telefones úteis:

 – CMDCA de Porto Seguro (73) 3268-3604

– Conselho Tutelar de Porto Seguro (73) 3268-1235

– Conselho Tutelar de Santa Cruz Cabrália (73) 3282-1283

– CREAS de Porto Seguro (73) 3288-4330

– Ministério Público de Porto Seguro (73) 3288-0601

– Instituto Tribos Jovens (73) 3268-3405

 

Participam destas ações: Prefeituras Municipais, Secretarias Municipais de Assistência Social, Educação, Saúde e de Turismo; Conselhos de Direitos e Tutelares; Ministério Público, representantes de Comunidades Tradicionais e Sociedade Civil Organizada, Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan – CEDECA – BA, ChildHood, Clubmed Trancoso/Terra Vista, Federação Indígena das Nações Tupinambá do Extremo Sul da Bahia – FINPAT, Instituto Tribos Jovens, Ministério da Cultura – MINC, Secretária de Direitos Humanos – SDH, Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia – SEPLAN, SECULT/Centro de Culturas Populares e Identitárias – CCPI, Stora Enso, Superintendência de Desportos do Estado da Bahia – SUDESB, UNICEF e Veracel.

 

 



DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui