Câmara Municipal faz votação extraordinária e aprova projetos e emendas.

0
283

Dr. João Lopes falando da emenda aprovada para Eunápolis  ( foto Pbarbosa)
Dr. João Lopes falando da emenda aprovada para Eunápolis ( foto Pbarbosa)

Depois da chamada e leitura da ata da sessão anterior feita pelo diretor legislativo da CME Milton Guerreiro, foi feita a Oração do dia pelo vereador Pr. Robson Rocha e logo após o intervalo regimental, No retorno dos trabalhos, em tribuna livre falou Josué Sacramento, presidente do Sindicato dos taxistas de Eunápolis respondendo questões feitas pela CME na sessão anterior que mexeu com donos de taxi que so0 tinham a placa mas não trabalhavam como tal, utilizavam as placas para comprar carros novos e de luxo com taxas bem menores, Josué deu todas as respostas e tudo ficou por isto mesmo.

Depois foi a vez de chefe do setor de tributação da PME Marcus Braga, que falou sobre a liberação e cobranças de alvarás, dando conta de que esta não é uma obrigação da tributação, Marcos explicou aos vereadores, qual o papel da tributação e o porquê da isenção ou a diminuição dos valores das taxas, dando conta que é uma lei federal e que o que está sendo feito na cidade, é para atrair novos cartórios para a prestação de serviços, o vereador Ramos filho tentou jogar Marcus Braga ladeira abaixo, mas não conseguiu, Marcus é uma pessoa altamente preparada para ocupar o cargo e o que faz é dentro da lei, baseado em aprovações do Congresso Nacional. Marcus Braga deixou claro para toda a CME que cada secretaria tem a sua função e a da tributação tem a sua especificidade dentro do município a liberação de alvarás é do Departamento de posturas do município. Em algumas questões, vê-se que ninguém não sabe o que é certo, mas fazem perguntas para tentar criar um clima de desconfiança para quem está na plateia.

Depois foi aberto o pequeno expediente, mas todos os vereadores foram para o grande expediente terminar seus raciocínios, Adelson do Alecrim,  desta vez montou a sua metralhadora giratória e bateu em todo mundo, da educação á saúde foi um pau só, já está ficando até cansativo, por que o assunto é o mesmo, depois em sua fala, o médico Dr. |João Lopes falou sobre o salário que recebe como concursado, e perguntou quantas horas Dr. João trabalho, quando Dr. João disse que eram 20 horas ele riu, mas o vereador deve muito bem saber que quando é feito um concurso, já vem neste, explicitamente o total de horas a ser trabalhado, depois Adelson tentou consertar o que disse em aparte, mas já era.

Lucas leite falou sobre a implantação do Conselho da educação com a participação da comunidade, dando conta de que uma sociedade democrática é assim mesmo todos participam de suas teses e decisões. Depois falou sobre o deputado Valdenor Pereira que conseguiu a verba para a construção de mais 13 novos postos de saúde para a cidade, melhorando assim a situação do atendimento médico na cidade.

Jota Batista falou sobre o SUS, os Agentes comunitários de Saúde e Endemias,  do aumento que estava sendo proposto e que foi votado e aprovado em 2 sessões, sendo que os referidos agentes terão um aumento salarial passando a ganhar R$ 1014 reais, não é muito mas é algo palpável, já que todos os agentes presentes aplaudiram  a aprovação do aumento.

Já o Médico Dr. João Lopes foi mais objetivo e incisivo quando mostrou a todos, uma emenda do Deputado  Artur Pereira, que colocou umas emenda e que o valor  já está a disposição do município, o valor é de R$ 300 mil reais, que servirão para comprar equipamentos médicos, como estetoscópios, medidores de pressão, e com isto manter médicos e enfermeiros equipados para atendimento ao público, Neto agora terá de correr contra o tempo para pegar a grana, senão ela vai para outro município, não é todo dia que uma emenda desta favorece uma região.

O vereador e Pr. Robson Rocha, em sua fala enfatizou que já é hora do município adquirir novos uniformes para a Guarda Civil Municipal GCM e não é só o uniforme não, os EPIs também, pois a GCM trabalha com tudo antigo e que já está passando da hora de renovar a situação da GCM e, acabou mexendo com os representantes do Governo Neto na Câmara o chefe de gabinete Rafael Oliveira, que toda sessão se faz presente e o porta voz do prefeito vereador Jota Batista.

Ramos filho usou a tribuna para se solidarizar com os agentes comunitários de saúde, e aproveitou para alfinetar o vereador Lucas leite falando do PT, fazendo referencia aos homens do PT condenados a prisão.

Jota Batista porta voz do prefeito Neto Guerriere, falou da classe médica, dos enfermeiros e fez uma referencia especial aos agentes de saúde, e voltou a falar do Pronto Atendimento Infantil na cidade como sendo esta uma prioridade que ficou esquecida em um canto, mas que é de suma importância par a cidade. Falou disque-parto,  que é uma necessidade imediata, em aparte o vereador Jorge Maécio falou que á época o prefeito Neto achou a ideia interessante, mas que depois, alguém deve ter chegado perto e dito que não era tão importante assim, mas que a discussão sobre o assunto vai continuar.

Não tendo ninguém mais inscrito, foi iniciada a votação dos projetos e indicações onde todos foram aprovados, inclusive os projetos nºs 06 e 07 que foram votados e aprovados em 2 sessões, sendo que projeto de nº 7, teve o artigo 2 sendo suprimido, para dar maior mobilidade ao projeto original.

Uma coisa a ser comentada é muito importante, antes de cada sessão os vereadores mais o chefe de gabinete do prefeito Rafael Oliveira e o Dr. Rony, tem uma semana inteira para discutir assuntos, deliberar sobre projetos e indicações ou algumas mudanças a serem feitas, e o que se vê é uma reunião paralela à da Câmara que entre risos e assuntos sérios obriga ao Presidente do legislativo a chamar a atenção de todos a fazerem silencio, para que, quem está falando ser ouvido e entendido, vai chegar uma hora em que os vereadores mal acostumados irão votar e aprovar ou reprovar algo e depois terem de refazer um projeto ou uma indicação de forma diferenciada para corrigir erros, causados pelos próprios vereadores e, para não dizerem que é mentira do jornalista  e editor deste portal de noticias, é só verem as fotos, e como foto não mente, o melhor é consertar tudo e deixarem de fazer das sessão da Câmara de vereadores uma parafernália pessoal, e mostrar que o salário pago a todos é realmente digno da posição que todos ocupam, está é a observação do jornalista em relação a várias sessões de observação, por outro lado, como o plenário da Câmara só fica cheio quando interessa a uma categoria, para votação de alguma coisa, é bom que saibam todos que o regimento interno da casa, proíbe certos tipos de manifestação, embora a Câmara seja a casa do povo, mas o respeito deve ser mantido, pois a mesma coisa não é feita no Fórum do judiciário, por que lá a conversa é mais embaixo.

[nggallery id=95]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui