Mais um jovem morto pelas drogas, ele viu a morte de frente e não pôde fugir dela.

0
250

Populares que chegaram logo após o assassinato  (foto Pbarbosa)
Populares que chegaram logo após o assassinato (foto Pbarbosa)

Ele trabalhava em uma oficina de molas às margens da BR 101, e saiu para ir embora, no meio do caminho encontrou com seus executores, eram 2 e á pé.

Ele imediatamente retornou para a oficina, mas não teve tempo de chegar a oficina, foi alcançado exatamente na parte mais baixa da entrada do Rosa Neto e, ali recebeu aproximadamente uns 6 tiros e já caiu morto.

A reportagem do rota51.com conversou com uma pessoa e ouviu desata, que ela que mora perto ouvir aproximadamente uns 6 tiros, pois Jasmiro Stênio de Jesus recebeu 1 tiro na fronte esquerda, que jogou massa encefálica para fora no braço esquerdo e no asfalto, depois ele recebeu 1 tiro no braço onde a bala está visivelmente alojada, 1 tiro acertou a barriga do lado esquerdo, mais 1 tiro nas nádegas do lado esquerdo, e nas costas, devido a roupa não foi possível quantos tiros ele recebeu nas costas, a saber que os primeiros tiros foram pelas costas, quando Jasmiro tentava fugir de seus executores, que fugiram a pé.

Segundo uma irmã, a família toda é evangélica, mas ele era usuário, e já tinha algum tempo que não usava drogas e por isto estava trabalhando, mas basta beber qualquer bebida alcóolica que a vontade de usar drogas volta.

Jasmiro, que carinhosamente era chamado de “Nem”,  tão logo conseguiu subir a elevação da entrada do bairro Rosa Neto que liga o bairro á BR 101, na parte de cima, onde tem uma mercearia,  ele avistou os seus executores e retornou para a oficina onde estava trabalhando, segundo uma pessoa que não quis se identificar, os dois elementos vieram seguindo até o local da execução, bem onde passa uma córrego,  e ali conseguiram seu intento. É o mundo das drogas eliminando mais um jovem, Jasmiro era soldador e tinha 36 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui