Loja Maçônica 5 de novembro reúne a imprensa e fala de ações sociais.

0
243

Integrantes da Maçonaria regional   (foto Pbarbosa)
Integrantes da Maçonaria regional (foto Pbarbosa)

Esta é a 2ª vez que o Grão Mestre Estadual G.O.E.B = GRA DE Oriente Estadual da Bahia, Sílvio Cardim, vem a Eunápolis e solicita um encontro com a imprensa para uma coletiva, onde assuntos  relativos a sociedade são discutidos ente os representantes maçons e a imprensa regional.

Nestes encontros são discutidos assuntos da loja, como 40 anos já acontecidos, iniciações de novos membros e, desta vez a tônica foi a política, onde os representantes políticos acabam se locupletando do poder e mesmo tendo sido apoiados pelos maçons, acabam traindo a confiança de todos e fazendo o pior para a sociedade.

Muitos questionamentos foram feitos, tais como a maçonaria indicar candidatos a vereador entre maçons e integrantes da sociedade que correspondem aos mesmos anseios de uma sociedade livre, mas que vota, elege, paga impostos e depois não encontram  respostas positivas por parte destes políticos, na condução dos trabalhos voltados para suas comunidades e em alguns casos fazem muito pior.

A corrupção tão combatida pela maçonaria, agora está tendo um combate mais efetivo e popular. A confraria maçônica sempre promove sem divulgação, ações sociais para com a comunidade, como por exemplo, o financiamento de cursos de artes plásticas onde professores se aprimoram e alunos aprendem a abrir as portas para o mundo das artes, e isto é cidadania, pois no futuro quadros e trabalhos podem ser expostos em grandes galerias e vendidos, o que é diferente dos vales gás, bolsas família, que são dados contribuindo assim para o sustendo de desempregados, e sem nenhuma vontade de trabalhar e buscar por si só, a sua sobrevivência.

Neste encontro ente os maçons e a imprensa, muitos questionamentos foram feitos com relação a apresentação de candidatos maçons e não maçons á Câmara municipal , sendo que os não maçons seria pessoas do comércio local, que comporiam junto aos maçons, mais da metade da Câmara que são 17 vereadores, para uma mudança radical, principalmente ao combate a corrupção, onde alguns tentam se desculpar mas não deixam de ser corruptos.

Portanto sem ser política, mas buscando subsídios para uma composição honrosa, esta é a premissa da maçonaria, por outro lado, a família tem sido a grande preocupação da maçonaria, pois a família esta se desestruturando, se desestabilizando, dando margens ao alto consumo de álcool e sobretudo drogas, o álcool n][ao deixa de ser uma droga, ,mas a droga mata nas ruas, e em qualquer lugar, a droga está dizimando os jovens e a culpa disto é a desestruturação da família, pois antigamente, segundo a maçonaria, a educação era familiar e a escola era apenas a educação complementar, hoje é diferente, a família esta jogando nas costas das escolas e do professor a educação familiar e pedagógica, e não é assim, portanto, a preocupação existe, e é neste momento em que os maçons estão buscando orientação da igreja, da sociedade e de educadores a melhor forma de não permitir que a desordem generalizada tome conta da sociedade como num todo.

Para este encontro estiveram presentes os Sr. Arenilton Barreto Sampaio Delegado do Rito Brasileiro, Aldair Neder Coordenador da 8ª região A; Emerson Vasconcelos coordenador da 8ª região B; Sílvio Romero de Freitas Venerável da Loja Maçônica Fraternidade 5 de novembro e o Grão Mestre Sílvio Cardim.

[nggallery id=133]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui