Gostosão do tráfico preso na rua Santa Terezinha cheio de pedras.

0
188

Dalisson no momento da apresentação   (foto Pbarbosa)
Dalisson no momento da apresentação (foto Pbarbosa)

Depois de denúncias anônimas e de um trabalho de investigação da delegacia territorial comandada pelo Dr. Feitosa, agentes da territorial no combate a crimes de tráfico conseguiram prender dentro de casa o jovem Dalisson Lima de Jesus 19 anos com 26 pedras de crack.

No momento da prisão ele não ofereceu resistência, falou o que pôde em sua defesa e logo depois foi apresentando á imprensa local, para fotos e um papo legal.

Para a reportagem do rota51.com ele disse que é trabalhador  braçal, falou a empresa em que trabalha e mostrou as mãos machucadas pelo trabalho que faz, mas  que sentiu necessidade de uma grana a mais,  e acabou se envolvendo no tráfico de drogas, perguntado ainda se era melhor pouco dinheiro em liberdade ou muito na cadeia, Dalisson respondeu que depois que a ficha caiu e, a ficha e a casa desmoronaram juntas, ele agora sabe que mais vale o pouco em liberdade e que na realidade não ganhou tanto dinheiro assim. No momento em que a policia fez o flagrante pelo tráfico, também foi encontrado um bico de lava jato, que simulava uma arma, mas Dalisson disse ser de um primou seu que levou e deixou lá. Dalisson foi preso junto com  a droga em sua residência rua Santa Terezinha 379 à 07h15m

A reportagem também viu no corpo, de Dalisson, principalmente no pescoço, tórax e braço, algumas marcas ai ele riu, segundo ele, foi uma noite de amor “mucho caliente” com a sua companheira, e que ela é realmente muito fervorosa e ama demais e, na hora de “revirar o zoinho” o bicho pega.

Depois da historia e deixar fotografar o pescoço, Dalisson riu  (foto Pbarbosa)
Depois da historia e deixar fotografar o pescoço, Dalisson riu (foto Pbarbosa)

Como ela é menor e tem apenas 14 anos a reportagem conversou com a jovem que não escondeu seu fogo pelo amor tórrido, que começou a vida amorosa aos 14 anos, ou seja, há pouco tempo, perguntada ainda o porquê de tantas marcas, ela prontamente respondeu: “é pras outra saber que ele tem dona” e riu.

É por isto que a manchete desta matéria, fala que ele é o “gostosão” por que a menor ao final da conversa, depois de uma prosa vai, outra prosa vem, ela falou: “é porque eu gosto muito né” amor demais, é paixão mesmo?.

[nggallery id=239]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui