Câmara Municipal realiza mais uma sessão ordinária, e dois pronunciamentos.

3
143

Empresário Bolivar Moura em busca de respostas na CME  (foto Pbarbosa)
Empresário Bolivar Moura em busca de respostas na CME (foto Pbarbosa)

Depois da abertura natural de todas as sessões, a Câmara Municipal ouviu a Coordenadora do atendimento CAPS  I e II Carla Souza Lima, que explicou a importância da data de 18 de maio, quando se comemora a luta antimanicomial, ou seja, uma luta que vem desde muito tempo para acabar com as colônias de loucos, como eram chamadas a anos atrás, como é o caso da colônia de Barbacena MG, onde 60 mil pessoas morreram durante suas internações e muitas delas, totalmente indevidas. Na oportunidade foram mostradas fotos e algumas delas foram reproduzidas nesta matéria,  mostrando o terror das antigas internações para tratamento psiquiátrico.

Depois falou o Presidente da Associação dos Mototaxistas, Maxuel, que vem lutando pela classe que hoje conta com 302 associados e devidamente regulamentados para servirem a toda comunidade. Maxuel ressaltou que respeita todas as opiniões, mas a mudança de troca de motos de 5 para 8 anos, merece uma reflexão, pois não são motos particulares, e sim motos que são utilizadas para o transporte rápido da população, e que uma moto com 8 anos sem a devida revisão, é altamente perigosa para os usuários, Maxuel, solicitou aos vereadores para uma maior observância sobre o projeto do vereador Jota Batista, que aliás na sessão desta 5ª feira 15/05 nem deu a cara e nem  justificou.

A reportagem do rota51.com adverte que se este projeto for aprovado, o MP poderá inclusive anular a sessão, pois o vereador Jota Batista, bacharel em Direito pela UnesulBahia, não está dignificando a instituição em que estudou, pois como futuro advogado, ele tem de saber que uma lei menor, “da Câmara de vereadores”    não pode sobrepor a uma lei maior “Constituição Federal”, onde  lie que determina as vistorias, é guarnecida pelo CONATRAN Conselho Nacional de Trânsito e que é uma lei perfeitamente anulada, se ela for aprovada pelos vereadores, mas na realidade, todos sabemos que Jota Batista é uma pessoa inteligente e o que está fazendo é apenas uma politicagem barata, tipo populismo desenfreado de quem quer ter o poder e não sabe como exerce-lo.

Adelson do Alecrim, desta vez mudou o rumo da “prosa” e bateu forte na Secretaria do Pr. Ronilto, por conta da falta de policiais e também da GCM na festa de domingo quando dois jovens foram mortos. Mas a pancada foi mais forte quando falou da GCM
Guarda Civil Municipal, que deixou completamente de ser utilizada, principalmente no trânsito, pois os guardas poderiam pelo menos cuidar de ordenar o trânsito na cidade e não o faz, que com a GCM havia um guarda colocando o Trânsito em seu devido lugar, mas o guarda foi transferido para Trancoso e os GCM aquartelados, em outras palavras Adelson do alecrim colocou o secretário Ronilto no rol dos incompetentes, pois tem muita gente ganhando da prefeitura e deveriam ser mais competentes. Adelson para completar a sua lista de criticas, disse que o uniforme dos GCM dá nojo de tão velho, e que sem coletes, armas, mesmo assim eles estão pela cidade pegando bandido armado na unha, Adelson disse que um delegado que investigou e prendeu a quadrilha do presídio, diretor e agentes, por este trabalho foi transferido, Adelson disse que os vereadores estão fazendo papel de secretário pedindo coisas que alguns secretários incompetentes já deveriam ter feito, é toldo de lona na porta de PSF, é o vereador Ubaldo pedindo para pintar faixas  nas ruas e sinalizar quebra molas e tudo isto num desabafo só.

Jorge Maécio completou dando co0nta de que agora que houveram algumas mudanças e exonerações, espera-se que quem assumir a pasta do trânsito da cidade, seja mais competente principalmente na municipalização do trânsito. Jorge Maécio disse que as faixas de pedestres, estão no lugar errado e quando for pinta-las, que as pinte no lugar certo, pois onde estão, estão erradas, e finalizou mais uma vez dando tremenda porrada na Embasa que está fazendo cobranças anormais, pois segundo a Embasa a lei a protege, Mas Jorge Maécio encontrou mais à frente, outra lei que protege quem paga mais e indevidamente.

O vereador Robson Rocha mais uma vez cobrou da Secretaria de Infra Estrutura a conclusão das obras da rua Eunápolis, que já teve uma placa indicativa da obra, início e fim, mas que até agora está tudo parado, Vereador Robson disse que recebeu um telefonema de um morador dando conta de que uma máquina esteve na rua, esteve e foi embora. Vereador Robson disse que no local antes havia uma placa dando conta de tudo e que Neto aprovou as obras desde outubro de 2013, para inicio em 120 dias e que até a placa sumiu do local.

Dr. João Lopes falou sobre o dia 18 de maio, dia da luta antimanicomial, e que hoje com os atendimentos do CAPS I e II, tudo ficou mais humanizado, as pessoas são tratadas como seres humanos e muita coisa melhorou, mas que ele vai conversar com o prefeito sobre 2 ou 3leitos no HGE especialmente para pacientes, surtados e que ninguém faz a menor ideia do que passa uma família que tem em seu seio uma pessoa ou seja, um paciente psiquiátrico, a luta é intensa e muito difícil e que até conseguir uma vaga em Itabuna é muito difícil mas que no HGE também tem gente trabalhando contra o Secretário Gontijo e o prefeito Neto, pois afirmou que enquanto estiver no setor não libera estes leitos.

Quem esteve na Câmara Municipal foi o empresário Bolivar Moura, que disse á reportagem que tem um loteamento que já foi aprovado inclusive pela Câmara, que é o loteamento NITERO I, no alto da Boa Vista,  e que precisa ser liberado parta as vendas e embora esteja dentro das normas técnicas, o esgotamento sanitário será por tratamento sanitário, tudo liberado pela secretaria do Meio ambiente e até agora não foi liberado pelo prefeito, Bolivar Moura foi até a Câmara de vereadores saber de quem de direito, o que está acontecendo, pois ao que tudo indica a reportagem acha que tem alguém interessado em outros procedimentos e, que por isto o referido loteamento ainda não foi liberado para as vendas causando prejuízos ao seu proprietário. Projetos indicações foram aprovados. Bolivar não quer nada  que não seja dentro da legalidade, mas se o seu loteamento já foi aprovado pela CME, pelo Meio Ambiente, por que a demora na liberação do mesmo? Isto é algo para se perguntar e obter respostas exatas.

A sessão desta 5ª feira 15/05 foi boa, o que ainda dá uma nota “ZERO” a alguns vereadores é a falta de respeito para com o que ganham R$ 10 mil por mês, R$ 2.500 por sessão e mesmo assim não respeitam os eleitores nem o dinheiro que nos pagamos, alguns edis se esquecem que são nossos empregados e só fazem “?” a ata da sessão anterior, os discursos, a Ordem do Dia,  depois de votados e aprovados, se perguntar a um vereador o que foi aprovado poucos sabem, isto pelo fato de se ausentarem, durante todo tempo, mais uma vez o rota51.cvom fotografou as mesas dos vereadores vazias, nas fotos os vereadores Aderbal, Galego e Adelson, os demais todos fora do lugar, apenas Dr. João Lopes por ser da mesa diretora, mas quem deveria estar sentado prestando atenção nos trabalhos, parecem piada mas não é, estavam batendo papo fora do lugar.

Nova sessão da Câmara, na próxima 5ª feira 22/05, às 08h30m, na Câmara Municipal av Artulino ribeiro bairro Dinah Borges.

[nggallery id=242]

3 COMENTÁRIOS

  1. A peguntar que não quer se calar!
    O quê que os nosso vereadores anda fazendo?
    que ainda não deram a liberação desse loteamento, vai fazer uns dois anos que tenho ligado para imobiliária para saber se o loteamento foi liberado e sempre a mesma resposta esta nas mãos do vereadores e depende da deles para liberar.
    outra pergunta , por que eles aprovaram rapidamente o loteamento green gold tão rápido em três sessões extraordinárias, (no mesmo dia) por que sera?!!!!! e também fiquei que o um dos donos desse green gold é também um dos donos do delta, coincidência??????????

  2. Sim!!! E Esse projeto para os moto-taxistas trocarem a moto a cada 08 anos, jesus toma conta desse povo que vai andar de moto-táxi caso esse projeto seja aprovado, por que sem esse projeto tem moto-táxi que anda com a moto caindo as pedaços, algumas sem freios e com o capacete que não tem nenhuma proteção, onde nossa cidade vai parar senhor com certos vereadores criando projetos com objetivos negativos.
    vamos fazer uma campanha para o vereador “jotinha” fazer um city tour pelos bairros mais afastados de Eunápolis com uma moto utilizada por um moto-táxi por 08 anos e outra coisa usando um capacete seco, sem viseira e fedorento, por que boa parte dos nossos moto-táxis estão trabalhando com capacetes assim e isso é de menos.
    Alecrim, vista alegre, nova Eunápolis, moisés reis, itapuã, rosa neto, sapucaeira, juquinha e etc….

    obs: teria que lançar um projeto para ter mais fiscalizações com os moto-táxis, pois muitos estão oferecendo um serviço péssima qualidade para os passageiros e ainda cobrando caro.

  3. Adorei a reportagem, muito bem elaborada e imparcial. Aborda temas importantes que são muitas vezes negligenciados, como a Guarda Civil Municipal sendo subutilizada ou nem utilizada, e as medidas populistas tomadas por alguns integrantes da câmera de vereadores para angariar votos aproveitando-se da falta de informação dos eleitores, sendo que em algumas conversas já abordei este assunto, a respeito de leis municipais que os vereadores insistem em propor mesmo sabendo infringem leis federais. Outro tema de suma importância é a respeito do loteamento Niterói, que já esta com toda sua documentação aprovada e dentro de todas as exigências da lei e por algum motivo misterioso não passa pela câmera, aliás, não é nem votado. Vamos exigir mais dos nossos representantes, exigir que eles façam seu trabalho com clareza e idoneidade. A não aprovação do loteamento deixa de movimentar a economia Eunapolitana e desvia os investimos para fora da cidade, sendo prejudicial o seu travamento não só para seu proprietários, mas, para a cidade como um todo. Grato desde já pela atenção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui