A Senadora e pré-candidata a Governadora da Bahia recebe a imprensa em Porto Seguro.

0
173

Na noite deste sábado 31 de maio, a Senadora Lídice da Mata  e pré candidata da Governadora do Estrado da Bahia esteve em Porto Seguro para um encontro com estudantes, mas antes teve uma reunião de cunho político e recebeu a imprensa para uma conversa formal, onde a política e planos de governo foram falados e colocados de forma muito clara pela Senadora.

Vereador João Lopes e a Senadora Lídice da Mata  /  foto Pbarbosa
Vereador João Lopes e a Senadora Lídice da Mata / foto Pbarbosa

Com exclusividade para o portal de noticias rota51.com, a senadora abordou temas que lhe foram colocados, principalmente com relação à falta de segurança,  educação e o tráfico de drogas. Na oportunidade a Senadora encontrou com o Vereador Dr. João Lopes, afiliado ao mesmo partido da senadora que é o PSB e teve a recepção do ex-prefeito de Porto Seguro  Gilberto Abade, Dr. João levou o abraço dos eunapolitanos e Gilberto Abade os da sua região, pois dentro em breve, quando a política começar oficialmente, Lídice precisará de um coordenador conhecido na região, pois embora muitos sabem qual será o nome, mas para região, é nome carimbado, principalmente pelo fato de ter o seu nome envolvido com a morte dos professores de Porto Seguro, a justiça o inocentou, mas para a classe de educadores a ideia é outra.

Dr. João Lopes, como médico e vereador, é uma pessoa muito bem relacionada e tem todos os requisitos para fazer a ligação entre a candidata e Eunápolis, haja vista que a vice prefeita Maria Menezes também do PSB, poderia fazer esta ponte política, mas ainda está muito ligada a Robério Oliveira, atualmente com fortes ligações com o PT. Outro nome de peso na campanha de Lídice da Mata é Domingos Leonelli que deixa a Presidência da Bahiatursa e Secretário Estadual de Turismo para a coordenação da campanha da pré candidata ao governo da Bahia.

A Senadora que hoje pontua as pesquisas em 2º lugar tendo a sua frente o pré-candidato Paulo Souto, e a Senadora disse que não é para menos, pois ele já foi governador por 2 vezes e senador conhece muito bem os caminhos a serem percorridos. Em se tratando da menoridade penal, ela disse que quem precisa ser penalizado com mais rigor é o traficante que arrebanha menores para o trabalho sujo enquanto ele fica só administrando, mas perguntada sobre o fato de que, quando o maior for preso, é o menor quem ficar  no comando, ela respondeu que, penalizando bem o infrator maior, o menor ficará mais resguardado.

A educação também foi outro trema falado e ela defende a escola com tempo integral, pois desta forma o menor tem o seu tempo mais ocupado, e disponibilizando de um tempo, menor para servir de escravo da criminalidade. Mas uma coisa dita pela Senadora faz sentido, quando foi lhe colocado o alto índice de criminalidade em Eunápolis e Porto Seguro, Lídice da Mata disse que é preciso uma política diferenciada, pois o crime pode ser o mesmo, mas em determinados locais  em maior incidência, como por exemplo o tráfico pode ser mais intenso em uma região, e em outra menos tráfico e maior índice de mortes violentas, mas quando se fala da menoridade penal, todo mundo tira o corpo fora, o menor hoje tende a ser mais violento que o adulto exatamente por saber que não será penalizado.

Quando um  menor vai para uma casa de ressocialização, ao sair com 18 anos, ele sai sem nenhum crime, e so pagará depois se cometer um crime em sua nova idade e os crimes passados não podem ser utilizados como forma de acusação. Embora a sociedade votante não aceita esta formação de ideias, o que se sabe é que todos os políticos temem perder o voto dos menores infratores e de seus familiares, o que a sociedade espera como resposta é: “se um menor de 16 anos pode votar eleger um deputado, senador e até o presidente da República os políticos ficam devendo esta resposta ao voto dos cidadãos que votam, elegem, mas antes de tudo pagam impostos”. Lídice da Mata falou dos crimes contra e como esta criminalidade caiu em Recife, falou das mortes de jovens entre 17 e 25 anos e disse que a educação é o primeiro passo para que esta diminua e, que se eleita, será prioridades do seu governo, combate a criminalidade, educação em tempo integral, maior controle sobre a frequência escolar, licença de um dia do trabalho para que pais possam acompanhar a reuniões escolares  e sobretudo ver de perto o dia a dia dos filhos na escola.

Por outro lado destacou  o ensino tecnológico buscando inserir mais o jovem no mercado de trabalho, como forma de iniciar as mudanças na sociedade, falou da impunidade como incentivo ao crime, e reiterou que a educação é o grande mote de sua campanha e de seu governo.

Depois da entrevista Lídice da Mata foi para o encontro com os estudantes, mas ainda falou muito com as pessoas que estavam ao seu redor, e a política foi a tônica de todo encontro, principalmente com a imprensa.

[nggallery id=279]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui