Marido sai para trabalhar e é morto no meio do caminho.

0
242

Florisvaldo indo para o trabalho e morto na ladeira  -  fotos Pbarbosa
Florisvaldo indo para o trabalho e morto na ladeira – fotos Pbarbosa

A esposa estava no local com a VTR da PM, e prestou todas as informações possíveis à reportagem do rota51.com, segundo a esposa mãe de 4 filhos todos menores de 8;5;6 e a caçula de apenas 2 meses, Erisvaldo Campos de Oliveira 32, saiu de casa para trabalhar na fazenda Álamo, de propriedade do Sr. Fernando Lourenço, coisa que fazia todos os dias, já que era funcionário de carteira assinada e tudo mais e, levava consigo a mochila com tudo que ele precisava para passar o dia no trabalho e a garrafa térmica de água.

Como eles moram no bairro Vista Alegre, Erisvaldo tinha de descer a ladeira do bairro e ir para a fazenda no bairro Juca Rosa. No meio do caminho ele encontrou com o seu executor que lhe desferiu 9 tiros, 6 na cabeça e houve perda de massa encefálica e 2 tiros nas costas, 1 tiro na mão esquerda Florisvaldo morreu no local e a policia encontrou em sua mochila pequena quantidade de maconha e em sua casa, restos de “bituca de maconha”,  o que determina que a morte de Erisvaldo deve ter sito por causa de dívida de drogas, o  que foi apurado até o momento, é que 2 pessoas em um carro vermelho ja estava a espera de Erisvaldo e a cobrança foi alta demais para um pai de familia.

Ao falar para a reportagem a esposa da vítima disse que não sabia de nenhum envolvimento e nem que ele tenha tido alguma desavença, mas embora convivia com ele por 13 anos, pode ser que alguma coisa tenha acontecido e ele não contou em casa.

A esposa da vítima disse que tão logo o marido saiu de casa ela ouviu os tiros, mas como era ainda de madrugada, 4h50m, ela esperou o dia clarear mais um pouco e ao descer a ladeira de longe reconheceu a camisa que o marido usava ao sair de casa, telefonou para policia e estava esperando o DPT sair de Porto Seguro para o levantamento cadavérico de praxe.

Esta é mais uma morte que entrará para as estatísticas  de mortes violentas, pela falta de segurança da cidade, já que Eunápolis está entregue as “traças” pela falta de homens e viaturas, situação criada pelo governo do PT, que além de não mandar mais homens e viaturas ainda tira o que tem na cidade para  Porto Seguro, por que lá tem 2 times que vão disputar a copa do mundo. Por outro lado o CMT da 7ª CIPM tem de fazer mágica ou milagres para manter a cidade mais ou menos guarnecida, e tem mais, o Pedrão vem aí e a falta soldados vai esvaziar ainda mais.

Este ano tem copa do mundo, Pedrão e eleições,  a cidade está desguarnecida, para a reportagem que roda pela cidade constantemente, vê e sabe que o Major Cleber, faz de tudo para manter a cidade guarnecida, mas infelizmente o alto comando o deixa sem homens, e ele tem que trabalhar com seu exército reduzido para guarnecer uma cidade de mais de 110 mil pessoas. O governo faz as trapalhadas e o interior é quem paga o ingresso para ver um filme chamado “sujeira debaixo do tapete”.

[nggallery id=286]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui