Por desonra à sua mãe, companheiro de cachaçada mata amigo a pauladas.

0
283

Roberto depois  de depor ao delegado de plantão  -  fotos Pbarbosa
Roberto depois de depor ao delegado de plantão – fotos Pbarbosa

Tudo aconteceu no sábado passado, 03/05, quando estavam 3 companheiros tomando cachaça no bar do Dié no  bairro Rosa Neto, Roberto Guimarães Santos 28 e outro elemento até o momento conhecido como “Caolho”.

A vítima Paulo Santos de 43 anos, de acordo com o depoimento de  Roberto, começou a difamar a sua mãe já falecida e recebeu avisos para que parasse com a provocação, foi quando Roberto desferiu no mesmo uma saraivada de murros, e mesmo assim, Paulo continuou difamando a mãe de Roberto e acabou recebendo outra surra de murros, foi quando Caolho disse “vamos dar um fim neste sujeito” e pegou um toco de pau e bateu forte na cabeça de Paulo.

Roberto assinando o seu depoimento  -  fotos Pbarbosa
Roberto assinando o seu depoimento – fotos Pbarbosa

Depois da pancada, resolveram jogar o corpo de Paulo dentro de uma cisterna de uma residência da rua Osvaldo Bonfim e, Roberto e Caolho continuaram bebendo suas cachaças até a tarde deste sábado quando houve uma denuncia e Roberto foi preso pela equipe do SILC.

Na delegacia, Roberto contou tudo como aconteceu, disse que ninguém usa drogas e so bebem cachaça e no dia do crime estavam todos bêbados, sendo a cachaça motivo que iniciou tudo.

Como não houve flagrante, o delegado da homicídios de plantão neste sábado, ouviu Roberto mas vai ter que libera-lo, pois a prisão não feita em flagrante, e agora a policia vai continuar procurando Caolho, pois nada em que o identifique a não ser o apelido. Mas a prisão preventiva dos dois vai ser pedida e tão logo saia,  se Caolho já tiver sido identificado criminalmente, eles serão presos e esperarão pelo julgamento de mais este crime.

Para qualquer denúncia de tráfico de drogas ou homicídios, não precisa se identificar, basta ligar para 9090 8196 5853 e dar a sua informação.

Troca de tiros entre bandidos um pode ficar paraplégico.

Em uma troca de tiros entre os traficantes, Râneo Levou a pior, o fato aconteceu na rua Águas Claras, quando Râneo e Cláudio Bonfim mais conhecido como “Leléo”, resolveram brincar de trocar tiros na rua, e o motivo deve ser por causa de ponto de drogas, nesta contenda, Râneo acabou sendo baleado nas cotas e está no HRE com uma bala nas costas aloja na coluna e isto poderá causar definitivamente a sua permanência em uma cadeira de rodas, pois dependendo a gravidade do ferimento, Râneo poderá ficar paraplégico. Segundo a policia, Râneo estava com uma pistola PT 380, e no local foram encontradas várias cápsulas deflagradas do mesmo calibre.  As informações policiais dão conta de que Râneo tem várias passagens por tráfico e porte ilegal de armas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui