Tráfico de drogas, investigações policiais, execuções, são flagrantes da vida real.

0
291
Viatura da policia atendendo a uma falsa saidinha de banco - fotos Pbarbosa
Viatura da policia atendendo a uma falsa saidinha de banco – fotos Pbarbosa

Em uma passagem rápida pela delegacia de policia, no plantão da delegada Dra. Elizabeth Salvadeu, que não amacia pra ninguém ela relata a prisão e condução de um casal com a mochila cheia de drogas. A ronda da PM ao entrar na rua Lua Nova, um dos pontos turísticos do tráfico de drogas da cidade, onde já ocorreram várias prisões e execuções, a PM abordou em atitude suspeita a cabeleireira Flávia Santos Souza de Itabuna, uma certa quantidade de maconha e mais R$ 285 reais proveniente da venda de drogas e, junto com Flávia a polícia prendeu e levou pra delegacia Roberto Gomes  dos Santos de Itabuna, que era o caixa forte do tráfico, ela vendia e ele recebia, no local mais 3 pessoas foram alvos dos “baculejos”, um casal e uma outra mulher, tinha acabado de comprar a “erva do diabo” mas era para uso. Os outros conduzidos foram a menor JDS, Marinaldo Lima de Souza e Vandinéia Alves do Nascimento.

De acordo com os depoimentos a Dra. Elizabeth Flávia e Roberto foram flagranteados por tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas, sendo que Roberto é um dos detentos da cadeia local e a Flávia ganhou uma viagem até Teixeira de Freitas onde está hospedada no presídio local.

Assassinato na Colônia

De acordo com informações que a delegacia territorial recebeu nesta manhã, agentes da DH e que também combatem o trafico de drogas, foram até uma residência na av dos Navegantes bairro Stela Reis, onde  possivelmente estaria um dos integrantes do quarteto que na noite deste domingo 13/06 ajudou a matar o menor Luquinha, na chegada dos agentes, por ser um local de acesso não tão fácil o bandido conseguiu fugir pelos fundos da casa, mas deixou como prova um rastro de drogas, A polícia apreendeu uma mochila com 22 gr de crack.

Delegacia de policia, 2 celas e 14 presos        fotos Pbarbosa
Delegacia de policia, 2 celas e 14 presos fotos Pbarbosa

As informações davam conta do assassino e de um ponto de tráfico de drogas, e segundo informações, o que dificulta ainda mais  o trabalho da policia, é o tempo que demora uma mandado de prisão ser expedido, pois quando este é liberado, os bandidos já fugiram há muito tempo. No caso de Luquinha, a policia já tinha sido avisada que Luquinha ia morrer primeiro ele apanhou e era para morrer no sábado, mas não foi encontrado, mas uma rede de intrigas, informou que ele estava na Colônia na casa da namorada e na colônia ela acabou sendo executado com 13 tiros. Mesmo de posse das informações a policia saiu a campo, mas não encontrou nos endereços fornecidos os executores de Luquinha.

As mortes que estão acontecendo é uma guerra de quadrilha de tráfico de drogas, vários bairros da cidade já têm dono, e estes por serem mais fortes, estão matando os mais fracos para que todos os bairros da cidade pertençam a uma só facção e, de acordo comas informações obtidas ainda tem muita gente para morrer.

Mas tudo isto é a falta de policiais, a Delegada de plantão, falou á reportagem que na cadeia local, onde não deveria existir mais nenhum preso tem 14 deles, e que a comida vem do Presídio, pois bem, segundo a delegada, ela telefona dando o numero de refeições a serem enviadas, o agente vai buscar e ainda fica por lá aproximadamente 1 hora esperando os marmitex ficarem prontos para serem trazidos para os presos da cadeia. Hoje a delegada está sem um escrivão, está apenas com um plantão e um agente em emergência, teve de levar a esposa no HRE para consulta de urgência.

Mas para o Governo do Estado,  as estatísticas estão dento do normal, não existem problemas e a cidade continua sem segurança, os poucos policiais que existem estão trabalhando em favor da população.  Na tarde desta 2ª feira houve um procedimento policial nas Lojas americanas, 2 moças, achando que seriam vítimas de uma saidinha de banco, chamaram a policia e a PM teve3 de levar duas pessoas de Itabela para a averiguações na delegacia, na realidade houve uma coincidência e os dois eram empresários de uma cidade vizinha e foram liberados. Isto é para que a população saiba, a quantas andam os nervos do eunapolitano, e tudo por falta de segurança.

Tanto o Governo do PT, tanto o Governo quanto a  Secretaria de Segurança perderam o controle da segurança do Estado, são promessas não cumpridas, vidas sendo ceifadas onde existe um posto policiais vazio e fechado, Eunápolis com menos de 100 policiais para manter a segurança de Itapebi, Itagimirim, Eunápolis, Itabela e Guaratinga e a segurança que é feita, é graças ao denodo de policiais civis e militares e seus comandantes imediatos, como o Major Cleber CMT da 7ª CIPM e a Dra. Valéria Coordenadora da 23ª CORPIN, não fossem estas pessoas, a situação poderia estar muito pior.

 

[nggallery id=386]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui