A quantas anda a corrupção brasileira.

0
239
Paulo Barbosa - Editorialista
Paulo Barbosa – Editorialista

Analistas e cientistas políticos fala da corrupção como se fala em vender água no deserto,  Filósofos, socialistas e humanitários, reclamam da corrupção, mas num país pseudo democrático como o Brasil, corrupção é o lenitivo que mata a fome do brasileiro embora ele reclame dela, o brasileiro não mais vive sem a corrupção.

Na fila do banco, quando as filas estão quilométricas, alguém sempre acha um jeitinho de dizer que o amigo estava guardando o seu lugar e entra na fila na frente de muita gente, muitos concursos públicos são marcados  que, se os aprovados fizerem uma nova prova igual as que o aprovaram, com certeza ele será também reprovado, desde que a influencia não esteja por detrás do concurso.

Quando um grupo de vereadores aprova as contas de um prefeito corrupto, que já vieram reprovadas do tribunal isto e muito mais, é a chamada corrupção ativa ou passiva que está na cara dos brasileiros e ele ainda ri dela, e mesmo quando um politico corrupto é defendido por brasileiros votantes, aí sim é que a corrupção campeia a passos largos rumo ao Palácio do Planalto, da Câmara de Vereadores ou se uma Assembléia Legislativa.

Acabar com a corrupção não é fácil, mas se o brasileiro tomasse vergonha na cara  e resolvesse acabar com 50% da corrupção no país, no outro dia o Brasil teria a melhor educação, a melhor segurança e a melhor saúde.

Como estamos em época de eleição vemos candidatos á presidência da república falando de seus projetos, mas todos nós sabemos que por mais que um presidente eleito queira ser  mais honesto, ele depara com a corrupção do Congresso Nacional.

O partido político do poder atual propagou o combate a corrupção até chegar ao poder, o PT inaugurou no país uma nova retórica de exterminar a corrupção, pois foi exatamente o pessoal do partido que abertamente, criou o chamado “mensalão” alguns foram para a cadeia, mas vivem lá como se estivessem em um apartamento de luxo,  a muito custo e alguns já estão em casa e, vendo tudo isto, o brasileiro ainda vota no referido partido.

O povo também é o grande culpado pela corrupção, troca seu voto por telhas, tijolos, sacos de cimento, pagamento de contas de água e luz, e depois defende e vota no corrupto e se pudesse, tiraria os honestos que ainda existem em menor numero e, colocaria  os corruptos de fora do poder,  para governarem o país.

E tem jeito a curto prazo? Claro que tem. Como? É simples.

O brasileiro como num todo pararia o Brasil um dia,  anunciaria que se o Congresso Nacional não iniciasse as reformas:  política, jurídica, e tributária, o Brasil pararia por uma semana e nas próximas eleições, o eleitor pagaria os 5 reais de multa mas, ninguém votaria e que a partir de agora, o voto seria FACULTATIVO. Mas falta um governo de coragem, de fibra e, sobretudo brasileiro para por fim pelo menos em 50% da corrupção. A reforma política acabaria com os chamados partidos “nanicos” partidos que em nome de apoio, vendem as siglas para quem pagar mais, o país teria apenas 4 partidos: Partido Brasileiro de Direita, de Esquerda,  Central e finalmente Partido Brasileiro Independente, a reforma jurídica, faria com que o menor fosse respeitado como menor desde que não infringisse a lei, se traficasse, se matasse estuprasse ou cometesse qualquer outro delito que o confrontasse com a lei, a partir dos 10 anos de idade responderia como maior,  e a tributária; o Brasil teria apenas um imposto, por exemplo: 10% do que fosse comercializado, com isto acabaria a sonegação de imposto de renda, o Brasil arrecadaria mais, ficando como exceção apenas as micro empresas. Este é um Brasil dos sonhos dos brasileiros, mas o povo não deixa, então deixa rolar. Enquanto isto, os corruptos dão a palavra de ordem, nosso dinheiro vai água abaixo e, nossos filhos sem uma escola pública de boa qualidade, a tributação arrecadaria mais, a política seria feita por homens sérios, e o Brasil seria de verdade “A NOSSA PÁTRIA AMADA! SALVE !SALVE.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui