Irresponsabilidade no trânsito, tira profissional da vida laboriosa do dia a dia.

0
177
Evilson chegando ao HRE  /  foto gentilmente cedida  por via41
Evilson chegando ao HRE / foto gentilmente cedida por via41

Fato aconteceu na Urbis II, por volta das 18hs30, no inicio de noite 4ª feira, quando um motorista irresponsável foi fazer uma ultrapassagem por uma moto, atropelou o pedreiro Evilson Araújo Silva de 34 anos e ainda fugiu sem dar o devido socorro.

Uma ambulância do SAMU  foi acionada e esteve no local dando os primeiros socorros, e levou o pedreiro para o HRE, mas de imediato, Evilson teve uma de suas pernas amputadas e, agora diante do fato, primeiro vai demorar muito tempo para a sua recuperação total e quando ficar bom e, quando estiver apto a reiniciar a sua vida profissional, terá uma grande dificuldade, pois, sem uma das pernas vai ser difícil trabalhar como pedreiro. Aposentadoria pelo INSS, é bem capaz da perícia dizer que ele poderá subir em um andaime de 5 metros de altura e trabalhar.

Se o motorista do carro for maior de idade e for habilitado, vai com um advogado à delegacia presta esclarecimentos e vai embora, e se for menor pior ainda,  nem precisar de um advogado ele vai precisar, ele dá uma desculpa qualquer , assina um BOC e vai pra casa com o papai, e o pedreiro Evilson vai passar o resto da vida pensando como é que ele vai fazer para sustentar a sua família.

É diante de casos assim que o Congresso Nacional deveria fazer leis, para proteger a vida de homens trabalhadores, por que na realidade as leis feitas em Brasília deixam muito a desejar,  e na época de eleições vem todo mundo falando de leis, conceitos, jurisprudências, mas nunca falam do salário que ganham, quanto querem ganhar e o brasileiro trabalhador é que se lasque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui