Rua da Bica um eterno problema que aos poucos vai sendo consertado.

0
291
Dra. Roberta Truttut OAB, Dr Eduardo Coitinho IFBA e Crtistina Barbosa Defesa Civil e uma moradora local  /  fotos Pbarbosa
Dra. Roberta Truttut OAB, Dr Eduardo Coitinho IFBA e Cristina Barbosa Defesa Civil e uma moradora local / fotos Pbarbosa

Há muitos anos que a chamada rua da Bica, tem sido um problema crônico para administrações municipais. Por ser uma área de preservação ambiental nunca poderia ter sido povoada, principalmente pela poluição causada aos córregos  oriundos de nascentes existentes no local e que os dejetos humanos são todos despejados nos córregos que até pouco tempo era usado para ser distribuída á população de Eunápolis.

Todo este problema foi causado por prefeitos que por uma politicagem barata, fazia vista grossa até quer a rua da Bica se tornou praticamente um condomínio residencial em área pública, apenas  um escadão foi construído na administração anterior e foi só.

Com o advento da Defesa Civil em Eunápolis a coisa está mudando e neste fim de semana, 6ª feira e sábado, agentes da limpeza pública e da defesa civil estiveram na rua da Bica para fazer um faxinaço no local, evitando principalmente a proliferação do mosquito da dengue, já que as nascentes e com água próxima a água mineral, é um lugar ideal para que o mosquito Aedes Egipyt faça a postura de seus ovos e com isto fazer reproduzir o mosquito causador da dengue.

Mas na visita feita neste sábado, pode-se observar que muitas construções estão sendo feita tanto para uso próprio como para aluguel, pois segundo informações, os barracos da madeira são comprados e casas de alvenaria são construída com este fim e, com isto banheiros são jogados  na forma “in natura” dentro dos córregos poluindo mananciais de água, tem até um sítio onde até porcos são criados e tudo é jogado dentro dos córregos.

Para esta ação da Defesa Civil estiveram presentes entidades como o IFBA Instituto Federal da Bahia, Secretaria de Meio Ambiente, Assistência Social,  Secretaria de Saúde, Infra Estrutura e o departamento de serviços públicos dentre outros.

A participação do IFBA através do seu diretor Fabíolo Amaral, dos Drs. Eduardo Coitinho professor de estruturas de concreto e planejamento e gestão de obras e do prof. Francisco Ângelo, coordenador do curso de edificações e junto a estes os alunos do instituto nos cursos de Engenharia Civil, Enfermagem, Técnicos em Edificações, Meio Ambiente, Geografia e Saneamento básico. A participação destes alunos, é para a aula deste dia, fosse uma aula prática e com conhecimento direto das funções existentes nos cursos e, no futuro poderá inclusive servir para o trema de TCC de alguns alunos.

A coordenadora da Defesa Civil a Assistente social Cristina Tremura Barbosa, ao falar com exclusividade a reportagem  do rota51.com, disse que este mutirão tem antes de tudo, uma forma de observação de áreas em locais de risco e na rua da Bica algumas casas estão situadas dentro deste parâmetro e que é necessário um estudo antecipado de acidentes e desastres de grandes proporções.

O Presidente do COMDEC, Conselho Municipal de Defesa Civil, o engenheiro e professor do IFBA Dr. Eduardo Coitinho e também representante do CREA-BA, esteve presente  fazendo todas as vistorias em toda a área, junto com o professor Francisco Ângelo, para que todos os presentes pudessem ter uma noção do perigo existente no local e depois os alunos juntos aos professores, desenvolverem ideias e projetos com o firme propósito de proporcionar um maior equilíbrio entre a preservação ambiental e as residências ali existentes, incluindo estudar uma forma de preencher os “buracões” ali existentes e que podem ser causadores de avalanches e com isto trazer junto as casas mais próximas, este cuidado todo é para a preservação de todo o conjunto local. O IFBA hoje tem aproximadamente 2 mil alunos e grande parte deles fazem cursos específicos na referida área.

Já na parte de cima, aconteceu um  encontro entre o pessoal da saúde e os moradores locais com os programas de aferição de pressão arterial e glicemia, o SAE/CTA coordenado pela psicóloga Dra. Maryleem Lacerda e sua equipe, com orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis e distribuição gratuita de preservativos.

Todo este trabalho teve uma participação efetiva da Secretária de Ação Social a Dra. Ciça Guerriere que esteve presente e como ex gestora da Vigilância Sanitária, ninguém melhor para  ver de perto e orientar a todos com relação a preservação á saúde. A secretaria de Meio Ambiente através do seu Secretário o prof. Mauro Borges com orientações ambientais, pois já que o local é uma área de preservação ambiental esteve presente com seus auxiliares como Natanael Braga  e Gilmara ensinando reciclagem e pintando a cara das crianças com temas ambientais. Ao final de tudo foi feita uma distribuição de brinquedos, uma doação pessoal da Secretária de Ação Social Ciça Guerriere. A exclusividade da cobertura jornalística desta matéria é do rota51.com.

OBS: Os leitores do rota51, poderão ver algumas fotos  diferentes das habituais, porém foram crianças que nunca tiveram a chance de fotografar com uma câmera profissional ou até mesmo fazer uma fotografia  diferenciada, a reportagem orientou e permitiu que crianças tivessem a oportunidade de conhecer de perto a arte da fotografia, agradecimentos  e parabéns às crianças Stéfani, Rafaela e Juliana, por terem assimilado bem a pequena orientação, desta forma estimulamos as crianças  conhecer quem sabe, a sua futura profissão.

[nggallery id=606]

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui