Acontecimentos à parte, o Hospital Regional não merece isto.

0
385

A imprensa, deve e precisa ser usada com  ética, moral, sensibilidade e muita responsabilidade, embora tenha acontecido alguns fatos alguns fatos, que precisam  ser esquecidos, mas quando aconteceram, o rota51.com foi um dos primeiros a reportar, e o fez com críticas muito severas, e em nenhum dos momentos ocultou nomes, nem do prefeito, da secretária de saúde e nem do diretor do regional, isto para mostrar a todos, que imprensa se faz com isenção de partidos ou de lados, e por outro lado, sem nenhum, interesse em depois ir correndo atrás do vil metal, como sempre disse, o rota51.com tem um espaço a ser vendido e compra quem quiser e pagar por ele, mas nunca trocar matérias por nenhum valor.

HRE

Tudo isto, para dizer que chegou até a redação do rota51.com dois áudios, primeiro uma mulher apresentando a façanha e depois uma pseuda enfermeira chorando denunciando uma possível eutanásia.

Este áudio rodou as redes sociais, colocando em cheque a credibilidade de uma entidade hospitalar, chegando mesmo até, sobressaltar muita gente, duas irresponsáveis e, pior ainda, quem de forma vil, irresponsável, politiqueira espalhou os áudios.

MENTIRA, a pessoa que chora no áudio, nem é enfermeira do HRE, e como já foi pesquisado, ela nem existe como enfermeira, por tanto, a sociedade que recebeu os áudios, saibam que é mentira. O HRE continua sendo uma unidade de saúde, exemplar e que atende a toda a região incluindo Minas Gerais, aconteceram alguns fatos que nunca deveriam ter acontecido, mas desta vez o rota51.com se posiciona em favor à direção do HRE e que segundo informações, o Sr. Tuito Fonseca já tomou todas as providências cabíveis, no sentido de que juridicamente, se possa buscar justiça, de falsos justiceiros de plantão, que buscam denegrir a imagem de profissionais de alto gabarito como o corpo clínico do HRE. Jornalismo se faz principalmente com ética, dignidade e profissionalidade, o importante não é escrever e nem falar, o mais importante é saber o que escrever e principalmente falar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui