Tráfico de drogas, já passou da hora de minimizar este mal do século.

0
292
Carro crivado de tiros

Muita gente fala em se implantar a pena de mortes no Brasil, muitos a favor e, outro tanto contra, mas o certo é que o rentável tráfico de drogas, já implantou este sistema há muito tempo e, as autoridades que podem diminuir este índice, nada fazem, o Congresso Nacional parece paralisado, com medo de irem parar na cadeia por outros crimes, fazem leis que protegem só a eles, mas não se ouve, lê ou se tem conhecimento, que os legisladores maiores, tomaram uma atitude em relação á proteção ao brasileiro.

É claro que não iria acabar, mas se houvesses leis rígidas e punitivas e o governo investisse mais na educação ao invés de ficar comprando votos para se manter no poder, para fazer uma modificação na Previdência Social, ou para tentar estancar a lavajato, e agisse em favor do povo que vota, elege e não tem quem os defenda, o tráfico de drogas, seria muito menor. É aí que entra uma nova ação do militar no poder, antes já foi assim. O Brasil não precisa se transformar em uma Indonésia, mas teria uma ação mais contundente no combate ao tráfico.

Em Eunápolis, os índices foram alarmantes, os sites que cobriam os assassinatos, entre eles o rotga51, praticamente todos eles, eram por dívidas com o tráfico, era a pena de morte institucionalizada, com as famílias chorando suas vítimas.

Por celular, as mortes são encomendadas ou ordenadas, por isto, falta uma atitude das autoridades, hoje os males do país, são o tráfico de drogas e a corrupção, que por trás dela, pode também, ter uma ponta do tráfico de drogas. Já que os congressistas não tomam jeito, os militares têm que dar um jeito nos congressistas.

Nesta semana, uma família inteira foi morta dentro de um carro, onde o chefe, havia sido solto, mas que estava preso por tráfico de drogas e uma chacina na região do Prado em 2012, que também pode ter sido causada por dívidas com o tráfico, nesta execução perto de Mucuri, dentre os mortos, uma grávida. Jalperaz do Espírito Santo Rocha havia saído do presídio e em menos de 24 horas já estava morto com toda sua família, isto é ou não é pena de morte, não se questiona aqui autores, mandantes e nem nada, o que se questiona, é a falta de leis que, pelo menos, tende a evitar estas chacinas, que retratam a verdadeira pena de morte no país. E com isto, tem-se uma dor alucinante, de um lado os familiares de quem mata e, pior ainda do outro lado, familiares de quem morre

As imagens são chocantes, solicita-se que quem tiver problemas de saúde que evitem ver as fotos.

OBS: As fotos foram enviadas ao rota51.com via WhatsApp: nosso número (73) 981153033

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui