Afinal quem está mentindo? Maureen (secretária de Educação) ou a população eunapolitana?

0
512

No dia 15 de março de 2018, a Secretária de Educação Emitiu uma nota oficial a partir do site da prefeitura, onde a mesma afirma que as denuncias em face da deterioração das escolas da rede municipal de ensino são exageradas, e que existe uma SUPOSTA carência de melhorias na rede de ensino.

Perguntamo-nos: Maureen está falando mesmo da cidade de Eunápolis BA?

Fato é que, diariamente a população utiliza as redes sociais para expor a sua indignação em relação às condições das escolas, bem como da falta de professores que deveria compor o quadro de funcionários do município, sabemos que recentemente foi realizado um processo seletivo para a contratação de profissionais para suprir essa necessidade, porém, ao que parece a situação só tornou ainda maior o caos em Eunápolis, pois o município carece de novas contratações para a rede de ensino, o dinheiro para realizar tais contratações já está em conta, e absolutamente NADA tem sido feito. (Para onde foi este dinheiro?). Estará sendo aplicado, ou a desinteresse em canalizar este recurso?

 

Em trecho de sua nota, a secretaria de educação afirma:

1 – Que por conta de lançamento de pedras e outros objetos no telhado da Escola Municipal Gabriel José Pereira, ocorreram goteiras durante as fortes chuvas dos últimos dias em uma das salas, sendo um problema pontual, já solucionado pela empresa responsável pela reforma e que tal situação não prejudicou as aulas, tampouco causou outros prejuízos a alunos e professores;

2 – Que a Escola Municipal Gabriel José Pereira foi reformada no final do ano passado e entregue com todos os reparos concluídos há quatro meses, estando a direção daquela unidade ciente de que pode e deve acionar a empresa para corrigir eventuais falhas, o que não ocorreu desde a entrega da referida unidade, mas que explodiu na mídia em geral a partir de uma fotografia produzida durante o temporal do início da semana;

Contudo nós sabemos que a realidade não é essa, e que essa nota apenas faz ecoar falácias politiqueiras e desculpas que só engana a quem as proferiu.

Saiu no canal GloboNews, Tv Santa Cruz, e em algumas emissoras de rádio a imagem de um aluno segurando um guarda-chuva para se proteger das goteiras existentes em sua sala de aula, em um vídeo que viralizou na internet enviado pelo professor Jorge Amorim, onde ele expõe uma sala de aula completamente alagada pela agua da chuva, um verdadeiro absurdo. Em nota a secretaria afirma que a reforma foi feita, porem que pedras foram lançadas no telhado da escola, comprometendo assim parte do teto, porém, registros fotográficos e filmagens mostram que os buracos no telhado são grandes demais para que sejam provenientes de pedras, a menos que, sejam pedras de saraiva.

Infelizmente quem perde com isso são os alunos da rede publica de ensino que, na volta às aulas depararam com escolas deterioradas, afetadas por infiltrações, danos estruturais e problemas em redes hidráulicas e elétricas.

As creches não são uma exceção, pois não há ventiladores para refrescar o calor das crianças matriculadas, obrigando assim aos pais levarem ventiladores de casa, para proporcionar um pouco de conforto aos seus filhos pequenos.

Em discurso na última sessão na câmara de vereadores, os vereadores, Jota Batista e Arthur Dapé, afirmaram categoricamente que o dinheiro está em conta, e não compreende o porquê dessa demora para a aplicação dos recursos em reformas, novas contratações, etc.

Fica a pergunta: Quem está mentindo? Maureen ou a população?

Aline Cabral

Bacharel em Administração de empresas /Técnica em segurança do trabalho

Registro MTE nº 12541/BA

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui