É vida matando uma vida, ainda em formação, feto é encontrado no parque do Gravatá.

0
606
Feto abortado no Gravatá pode ter de 3 a 4 meses  /  foto Pbarbosa
Feto abortado no Gravatá pode ter de 3 a 4 meses / foto Pbarbosa

O aborto deve ter sido feito ontem à tarde, pois foi depois das 18horas, já que os funcionários que cuidam do parque trabalham das 06  às 18hs e até lá, ninguém viu nada.

Mas depois das 18hs, alguém, depois de fazer um aborto, colocou o pequeno corpo já formado, dentro de uma vasilha plástica  e foi para o parque do Gravatá, lá chegando logo na entrada, arrancou um pé de planta e depositou no local a vasilha e o filho que deveria ter e, matou ainda no ventre.

O pior é que o aborto, se não foi espontâneo, e parece que não foi,  foi encontrado pelo trabalhador que cuida das plantas, que rega, aduba e ao ver um pé de planta caído tratou de meter a mão, retirar a terra do buraco para  replantar a pequena árvore, e encontrou uma vasilha plástica, onde o feto foi colocado.

O que mais aproxima de aborto provocado,  é que presume-se que a futura ex mamãe deve ser uma menina de menor e com pouca experiência, pois simulou um sepultamento, ou  foi orientada a fazer isto, esperando que alguém viesse sepultar a crianças e outra; o cordão umbilical foi cortado, e a placenta não estava junto ao feto, o que indica que alguém com conhecimentos específicos pode ter feito o aborto e, ensinado como tentar sumir com ele, mas se esqueceu da vasilha de plástico e uma outra evidencia de quem foi alguém experiente quem fez o aborto, é que o feto estava coberto com pedaço de papel que embrulha luvas  de proteção para uso medicinal.

Agora é so espertar que a futura ex mamãe, passe mal ou tenha uma hemorragia, para que a sua identidade possa ser levantada, ao que tudo indica ser uma menor, ela não sofrerá as consequências, mas o adulto ou adulta que fez o aborto sofrerá as consequências de um assassinato prematuro e isto é crime previsto no CPB.

O DPT esteve no local e levou o feto para o IML onde será feito um exame de sangue para se determinar quem foi a mãe desnaturada que matou uma vida em formação, se a mãe aparecer em algum hospital a policia será comunicada imediatamente.

[nggallery id=636]

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui