CDL, proporciona mais uma vez aos seus associados, mais um happy hour muito feliz

0
739
Fabrício Ramos e Karin Midlrj –

Em uma tradução livre, “happy hour” pode se traduzir como sendo “hora feliz”, mas no caso da CDL, o mais correto seria “horas felizes”, pois a recepção começou por volta das 19 hs, e o término foi sem, hora prevista, aos presentes, foi ofertado mais uma vez, um serviço de buffet de primeiríssima qualidade, e é claro que foi o buffet de Ana Pessim, um dos mais concorridos de todo extremo sul da Bahia.

Equipe do buffet de Ana Pessim e o palestrante da noite
Tharles Oliveira e grupo

Depois veio o show musical de Tharles Almeida, trazendo a tira colo, na bateria o seu filho, o que foi elogiado por todos, como uma sequência musical de pai para filho e, que foi de agrado geral, tanto que logo após a palestra, Tharles retornou ao palco para a continuação do show e desta vez com momento dançante.

A apresentação ficou por conta do radialista Washington Teixeira, que nesta noite, ele deu uma nova performance em suas apresentações e, logo chamou o presidente da CDL Fabrício Ramos para sua palavra de agradecimento a todos, expondo a verdadeira intenção da CDL, ao lado de seus associados, como entidade incentivadora e procurando sempre defender os interesses da entidade como num todo,  para toda a região, ao seu lado falaram a representante de TV Santa Cruz e o representante da distribuidora Skhin.

A tônica do momento foi o palestrante Karin Midlej, que intercalou a sua palestra com toques de mágica, onde cada tópico era representado por uma mágica, dentro de um contexto totalmente empresarial, numa demonstração que, é altamente necessária uma mudança praticamente radial, no sentido de cada empresa, comercio, não importando o seu tamanho, segmento ou dimensão, tem a necessidade de priorizar o seu cliente, e que um cliente perdido, é muito difícil a sua recuperação, Karim explicitou que um empresário gasta 5 reais para conquistar o cliente, um pouco mais para mantê-lo fiel, mas se perder este cliente, ele gastará mais de 100 para pelo menos tentar recupera-lo e é bem possível que seja um cliente perdido para sempre, Karim disse que o maior concorrente de um empresário é ele mesmo, quando não tem um bom atendimento, ou não tem um pessoal treinado para uma recepção honrosa e digna de um cliente que pode ser muito bem fidelizado. A palestra intercalada com mágicas, foi altamente proveitosa e, que, deveria ter sido ouvida por um público bem maior, pois parece que a mesma foi elaborada especificamente para o comércio de Eunápolis, pois até mesmo muito empresário que vai para o balcão fazer o atendimento, pois nem sempre ele, tem o “felling” necessário e, acaba perdendo ele mesmo, o seu cliente. Karin disse que nestes casos não tem propaganda e nem rede social que dê jeito.

Para a apresentação da palestra a participação do empresário Felipe, da Felipe Fest

Terminada a palestra, onde algumas pessoas presentes foram chamadas para ter uma participação popular o que abrilhantou ainda mais a palestra e, com isto, a CDL mais uma vez procurou prestigiar os seus associados, que tem na entidade uma fiel defensora, sempre buscando uma forma cada vez mais brilhante de dar ao comércio de Eunápolis, um incentivo maior no seu dia a dia.

Fotos exclusivas do rota51.com

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui