Corrente do bem faz 1º encontro para discutir as necessidades de Eunápolis.

3
1070

Neste 1º encontro, o que foi discutido e por pessoas de alto poder decisório, foram saúde e educação, a segurança, fica por conta do governo do estado, que nunca está atento às necessidades do interior e principalmente Eunápolis, mas como a discussão é sobre Eunápolis, talvez em um outro governo o de Zé Ronaldo, ainda pré candidato mas com um forte laço de responsabilidade para com a cidade, e junto com ele, os pré candidatos Adolfo Viana e Jânio Natal.

Estes encontros, serão para discutir, os benefícios que Eunápolis precisa, os que já teve e os que foram perdidos e, que precisa ser resgatados a bem da coletividade.

Substituindo a profª Adail Brito, altamente competente para o setor educacional da cidade, falou a profª Jaqueline Varjão, dona de um conhecimento muito vasto, falou aos presentes, de como foi a educação no governo Neto Guerrieri e como é agora, antes havia um diálogo entre o os professores e a secretaria de educação, hoje é totalmente diferente, quando além do diálogo falta ainda a responsabilidade profissional. No governo Neto existiu o instituto “cuida bem de mim”, não houve greve da APLB, pois houve diálogo, a profª Jaqueline Varjão disse que existe uma necessidade em realizar um censo para Eunápolis, pois o existente, é para o MEC que este, não tem nenhuma vinculação direta para com o município, que no tempo de Neto Guerrieri, o IDEB era bem superior, e como professora e ex diretora da creche do Alto da Boa Vista, a professora tem conhecimento de sobra, para dizer o que precisa, o que tem e como deve ser, tudo que foi dito teve um peso especial no setor e, que, todos os presentes aplaudiram, por verem conhecimento e competência na palestrante o que referencia a palestra proferida.

Depois falou a administradora de empresas Anara Sartorio, que conhecedora que é do setor de saúde, fez uma preleção do que havia e de como está agora. Anara foi assistente direta do ex secretário de saúde Dr. Mário Gontijo e depois no governo Flávio Baiôco, foi por algum tempo secretária de saúde, Anara, conhece como ninguém as necessidades do setor de saúde e discorreu sobre o surto de dengue, à época, onde houve um combate antecipado, ou seja, preventivo, onde apenas 1% foi diagnosticado, pois foi feito um investimento no setor público privado, entre a Veracel/PME, onde a Veracel disponibilizou R$70 mil reais e o combate preventivo foi feito e, o surto acabou mesmo sem antes ter começado. Anara falou da verba da saúde à época que era de R$ 11.381.135,75, verba esta usada somente na saúde, Anara falou sobre o setor de saúde e lembrou a Vigilância Sanitária, braço direito da secretaria de saúde, por ouro lado foi dito que houve na gestão de Neto Guerrieri um controle social e uma gestão participativa.

E para finalizar, o ex delegado da polícia federal Dr. Renovato, pediu a palavra e, como pré candidato, embora a corrente do bem esteja apoiando o pré candidato Jânio Natal, mas como forma de elegância, foi concedida a palavra, onde ele falou sobre a sua pessoa, de onde veio, e suas pretensões como candidato, de origem rural e da Bahia, Dr. Renovato, expos seus planos e falou que veio para fazer a diferença na assembleia legislativa.

Depois de agradecer a presença de todos, o ex prefeito Neto Guerrieri, muito gentilmente convidou a todos para saborearem uma lauta feijoada que foi servida no local das palestras, que foi no espaço Damázio, sob o comando d profª Claudinha Damázio.

Rota51.com e a jornalista Alinne Werneck fizeram a cobertura exclusiva do evento.

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Para uma cidade do porte de Eunápolis, precisa-se pensar “grande”, pensar alternativas para o futuro (comércio, indústria, agricultura e serviços) e não ficar, somente, pensando em coisas que deveriam simplesmente funcionar pois é de obrigação. Esgotamento sanitário, crescimento econômico, protagonismo regional e estadual, modernização da cidade. Estas coisas é que devem ser discutidas e planejadas…

  2. Infelizmente a “Corrente do Bem” é uma cortina de fumaça para a Campanha eleitoral de Neto Guerrieri para prefeito em 2020. O discurso é o mesmo: “na época que Neto foi prefeito era melhor isso ou aquilo..” blá blá blá…Mas parece que seu grupo político se esquece que não há mais espaço para um governo “arroz com feijão”, fazendo somente o básico e para um grupo seleto de amigos e pessoas mais próximas. Neto governou pro seu grupo, ignorou totalmente os anseios da população e fez o básico apenas. Eunápolis precisa partir pra cima pra brigar por novos investimentos, criar empregos, requalificar suas ruas e avenidas pra aguentar o fluxo de veículos que cada vez aumenta mais na rua da Colônia (que tem o nome de seu avô) e Avenida Norte Sul.
    Mas tudo isso só será possível através da “Corrente do Bem” se ela buscar novos elos, não ficar presa ao cadeado chamado Neto Guerrieri, que mais parece uma âncora. Vocês criam uma ideia, atraem formadores de opinião dizendo que são apartidários e depois politizam tudo, vendem a imagem de quem está no grupo a preço de banana. Foi assim em 2016 quando Neto direcionou seu grupo politico para apoiar Robério. Hoje eles são inimigos políticos, mas a imagem de quem apoiou Robério a pedido de Neto continua vinculada a Robério. É pior que graxa, não sai fácil.
    Se você olhar o grupo “Corrente do Bem” mais de perto verá que o secretariado de Neto já está formado: professora Adail Brito (Educação), Mário Gontijo (Saúde), Arnaldo Vian (Administração), Rafael (chefe de Gabinete), Mauro Borges, Baiôco e por aí vai… não há espaço pra ninguém falar, só pra fazer volume.
    Isso não é discutir desenvolvimento pra Eunápolis, isso é pré campanha. Infelizmente, ainda espero por um nome melhor que prefeito feijão com arroz. Tenho certeza que esse nome ainda deverá aparecer.

    • Você está corretíssimo, o prefeito feijão com arroz, como você está falando, entrou e saiu da prefeitura, sem ter a policia federal atrás dele, ele fez o básico, porque por trás dele tinha pessoas pensando somente em seus bolsos e não na cidade, e sem apoios, é difícil até pra você mesmo se um dia for prefeito, e para isto é preciso duas coisas, saber administrar as adversidades, e administrar para a cidade, Neto fez muita coisa, não importa quem esteve ao seu lado, voce não sabe d metade da missa. mas muito obrigado pelo acesso e comentários,

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui