Policia Federal bate nas portas das prefeituras de Eunápolis e Porto Seguro, outra vez, denúncia nas licitações.

5
4195
Foto cedida por Agazetabahia.com

Depois que o empreiteiro Valvir Vieira, fez denúncias na Policia Federal sobre cobrança propinas nas licitações, das referidas prefeituras, e que o áudio gravado por ele, em uma conversa com o radialista Jota Bastos, matéria publicada pelo rota51.com, veja o link abaixo, na manhã desta 3ª feira 06/11, o próprio Valvir Vieira enviou áudio à redação do rota51.com dando conta de que a Polícia Federal, amanheceu na porta destas mesmas prefeituras, recolhendo documentos, para averiguação das denúncias.

Foi por causa de licitações fraudulentas, que o prefeito de Eunápolis Robério Oliveira e sua esposa Cláudia Oliveira prefeita de Porto Seguro foram afastados de suas funções durante 5 meses, pela Operação Fraternos da Federal e o cunhado de Robério, Agnelo Santos também foi afastado da prefeitura de Cabrália, mas devido ao fato de Agnelo ter sido Secretário de Finanças de Robério, na referida operação.

Por outro lado Cláudia Oliveira e seu marido Robério Oliveira, também estão envolvidos na Operação Gênesis da Policia Federal por causa de licitações fraudulentas no transporte escolar em Porto Seguro, quando na apuração da operação Gênesis, de Porto Seguro, o valor detectado foi de 16 milhões e na fraternos o valor detectados foi de 200 milhões, mas agora a situação é outra, de acordo com as denúncias de Valvir Vieira, o que gerou mais esta denúncia foi cobrança de propina no pré e no pós licitação, a saber que na licitação do lixo, saiu até briga na prefeitura de Eunápolis, fato acompanhado de perto pelo rota51.com.

Porém devido a muitas fraudes em licitações, a PF, amanheceu também em várias cidades baianas, com mandados de prisões preventivas, busca e apreensões, os valores repassados pelas prefeituras às empresas investigadas entre 2015 e 2017 chegam a R$ 34 milhões. As operações batizadas de “Sombra e Escuridão” e “Elymas Magus” cumprem 13 mandados de prisão preventiva e 50 mandados de busca nas cidades de Aurelino Leal, Camamu, Ibirapitanga, Igrapiúna, Ilhéus, Itabela, Itabuna, Ituberá, Santo Antônio de Jesus, Ubaitaba e Ubatã.

Licitações da prefeitura são desonestas, diz empreiteiro em grupo de imprensa.

São desvios de verbas, licitações fraudulentas, que acabam gerando muitos desvios e denúncias, se as licitações cumprissem fielmente seu papel, com a devida lisura, muitas denúncias seriam evitadas, as denúncias normalmente são feitas por perdedores, sabendo que na realidade, as licitações já tinham cartas marcadas para vencerem os certames. Para Robério e Cláudia, depois de tantas investigações, esta é apenas mais uma, na lista das improbidades administrativas.

COMPARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Até quando nossa região vai ficar com esses caras, roubando os cofres da prefeitura, na região já se sente a falta de infraestrutura nos bairros, não exite perspectiva de vida. Eunápolis, jovens estão saindo, por falta de oportunidade, e essa quadrilha roubando na cara dura, aínda existe pessoas que defende, não consigo imaginar como a região vai ficar se não tirar esses bandido, lembra do Rio, que foi saqueando?
    Só que o Rio tem estrutura pra se levantar, e nossa região não.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui