Já começaram a surgir os “salvadores da pátria,” muitos querem ser vereadores, querendo o novo, mas com os velhos costumes.

0
371

Já começaram a surgir nas redes sociais, pesquisas mostrando fotografias e perguntando: “se as eleições fossem hoje em que vocês votariam”?

Pois é, são os espertos de plantão, que começaram a pouco tempo a irem na Câmara de Vereadores e já se sentem eleitos e com propostas inovadoras para as eleições de 2020.

Uns dizem ter bons projetos; bons projetos todos tem, mas é preciso primeiro saber como implementa-los; outros querem que as sessões sejam á noite, não sabem de nada, as sessões já foram á noite, não ia ninguém além dos assessores, por isto as sessões foram transferidas para as manhãs de 5ª feira, se voltar pra  a noite piorou, pois com a falta de condução e à pé, com esta violência,  ninguém vai mesmo, principalmente com a violência instalada na cidade e não adiante dizer que diminuiu que não vai ter apoio, as mortes sim, estas diminuíram, mas os assaltos não, quem não conhece a história, quem chegou agora, deveria se informar mais, pra não fazer um “retrô”, ao que não deu certo.

Novos nomes mas com velhos costumes; já tem candidato fazendo o seu “social” distribuindo cestas básicas, material esportivo, alguns doam uma “cestinha” básica, que dependendo o número de pessoas não dura 2 semanas, tiram “selfie” e colocam nas redes sociais. Ser vereador não basta apenas querer, depois de eleito, a sua vida não é mais sua, ela se torna pública e tanto as críticas como os elogios passam a fazer da vida de todos, e a imprensa, principalmente a independente, vai criticar de verdade. Outro detalhe, um vereador precisa ter uma assessoria competente, pra fazer o trabalho didático que o eleito não tem tempo de fazer, e mesmo assim, os pecados acontecem a todo tempo.

Por outro lado, todos estão embarcando na onda Bolsonaro, querendo se filiar ao seu partido, o partido é apensas uma sigla necessária para o registro de uma candidatura, os chamados partido nanicos estão por um fio, e já tem vereador com a grana depositada para a novas campanha e cada vez ajuntando mais, e sem grana, é campanha perdida, ninguém tem o mesmo carisma de um Bolsonaro e nem a coragem pra falar do jeito que ele falou, por isto o Brasil optou pela mudança.

Muitos vão à câmara para protestar, mas o protesto vai de encontro com o regimento interno, então não é protesto, é bagunça mesmo, tem muita gente que nem sabe que existe um regimento interno, ou até mesmo uma lei orgânica do município, “é aí que a “porca torce o rabo”, é como diz o velho ditado, “quem não sabe rezar, xinga Deus”, Eunápolis precisa de melhorar e não regredir, mas a velha proposta de cestas básicas, contas de água e luz, levar pro HRE, e fazer palestras de fundo de quintal, é a velha prática para uma política suja que vai continuar sendo porca. Está na hora do povo votar pelo progresso e não pelas cestas básicas ou Pedrão.

O candidatos a vereador, vão ter que necessariamente se unir a um candidato a prefeito e, o referido candidato inteligente que é, vai ajudar a eleger o vereador de sua preferência, ou seja: o candidato a vereador ao conversar com o dono do partido, ao falar; “a gente fomos, nóis cria e outros dialetos mais”, já vão ficar fora do radar, pois um vereador ao subir na tribuna, precisa ter pelo menos a força da expressão, é por isto que muita gente, está querendo que o candidato tenha pelo menos o 2º grau, “apois, se nóis fumos votar nun candidato pra fazer a deferença”, a diferença tem que começar pelo candidato, se não, nóis tá ferrado por mais 4 anos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui