LDO, Lei das diretrizes Orçamentárias, definição do plano orçamentário para 2019, quem não leu aprovou, é tudo ou nada.

0
318

A Lei das Diretrizes Orçamentárias a LDO, é a lei-mater do plano orçamentário para 2019, a LDO, foi enviada para a Câmara, entrou em discussão, foi para a 1ª e 2ª votação, e teve dos vereadores, a aprovação de 9 votos contra os 8 votos, de vereadores que não concordavam com determinada situação, como por exemplo, um pedido de 80% de verba suplementar em cima de um orçamento de R$ 310.648.941,00 milhões.

Os são os 8 vereadores que votaram contra os 80% de verba suplementar:  Ramos Filho, Xinha, Carlos Alberto, Jota Batista, Daniel, Jurandir Leite, Arthur Dapé e Luizinho, os outros 9, votaram a favor e aprovaram por maioria absoluta o pedido do preito Robério Oliveira. Os que aprovaram os 80%, não fizeram as contas, os 80% significam R$ 248.519.152.80, que muitos dizem que ele só vai usar se precisar, mas Robério precisa sempre.

À época a referida emenda dos 8 vereadores foi rejeitada em 14/06/2018, quando foi votada a LDO, o que indica que Robério ainda tem dos 17 vereadores, 9 votos o que lhe garante a maioria para ele fazer o que quiser, portanto agora, depois da LDO aprovada, nada mais pode ser feito no plano orçamentário que deverá ser votado breve, o presidente da Câmara  Paulo Brasil, pediu na última sessão que os vereadores que quiserem enviar emendas ao orçamento, que o façam agora, então o presidente está se esquecendo que a LDO sendo aprovada, nada mais se pode fazer e se alguma emenda for aceita, na justiça ele cai, pois o plano orçamentário para 2019, comtempla exatamente o que está na LDO, o próprio prefeito poderá contrapor as emendas,  se a LDO já foi aprovada em 14/06. Nesta matéria, está postado o art. 8º da LDO onde conta os 80% e, agora não se pode mais alterar o orçamento.

Parece que a LDO não foi lida ou se foi, foi pela metade, depois do leite derramado não adianta tentar coar o barro e, nem se pode mais anular a referida votação, para tentar reverter o quadro malfadado das votações espúrias da CME, é por isto que tem muita gente se arvorando a candidato a vereador, ficam distribuindo favores, tirando selfies, postando enquetes no facebook e, se forem eleitos vão fazer a mesma coisa ou pior, são candidatos analfabetos, não pedagogicamente, mas politicamente analfabetos, pois vão assinar um cheque em branco como agora; todo mês vão passar o cartão no banco, pegar o seu e, o povo mais uma vez, vai dizer que votou errado e que está arrependido, tem um ditado que diz, “o arrependimento vem sempre tarde e, de arrependido, o inferno está cheio”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui