Tráfico de drogas continua matando e dizendo quem morre ou quem deve viver.

0
560

De uns dias para cá, Eunápolis foi alvo de alguns crimes, começando pela morte do menor de 8 anos em um bar próximo a feira do Bueiro pela av D. Pedro II. Neste ataque, foi ferido Iago França dos Anjos 24, que foi atendido no local e encaminhado para o HRE, onde foi operado e está em recuperação.

Iago é tio do menor Joelson Neto França Oliveira de 8 anos que recebeu um tiro e faleceu dentro da ambulância do SAMU, por não ter resistido ao tiro.

De acordo com o delegado Dr. Moises coordenador da 23ª CORPIN, a história destes tiros começou no bairro Santa lúcia com um assassinato na rua Florianópolis, outro na rua Mont Serrat, culminando com mais um assassinato no bairro Vivendas Costa Azul, de acordo comas investigações, todas estas mortes tem ligação com o tráfico de drogas, sendo que a facção PCE quer dominar Eunápolis e por isto, está exterminando seus concorrentes, principalmente os integrantes do MPA, mas só que os que vieram a morrer, pertencem não a uma facção, mas a um traficante preso em Teixeira de Freitas e, que tem em Eunápolis alguns seguidores. Para o De3legtado, o assassino pode ter sido mandado de Teixeira de Freitas para completar a empreitada, porém acertando quem não tinha nada a ver com o tráfico, que foi o menino Joelson de 8 anos, ele foi vítima da violência e do tráfico, além desta morte, ainda está sendo apurado a violência contra 3 detentos no presídio de Eunápolis, que fazem parte da mesma retaliação entre facções.

Por outro lado Dr. Moises disse que existe uma certa ligação entre o MPA e a outra facção conhecida como HDL, mas aqui em Eunápolis, mas em Belmonte o pau quebra, porém em Belmonte existem integrantes das facções, PCE, HDL e MPA e mais outra ainda desconhecida que vem de Canavieiras, por isto Belmonte tem sido alvo de muitos assassinatos, mas com uma ação direcionada, a polícia civil e militar prenderam muitos integrantes de facções acusados de tráfico e homicídios.

Outro assunto tratado entre a reportagem do rota51.com e Dr. Moisés, foi a morte de Gildázio, quando a reportagem falou sobre a conversa da reportagem com a esposa de Gildázio, Ana Paula disse que o marido Gildázio, ia fazer uma corrida, pois ele fazia corridas de alternativo, e que, como o seu carro deu defeito, ele chamou o mecânico e este emprestou o seu carro para que a corrida fosse feita, enquanto seu carro era consertado, e como demorou ela começou a ficar preocupada e buscar pelo marido, até receber a notícias que Gildázio estava no IML e que fora morto em troca de tiros com a PM. De acordo com o que foi apurado, o mecânico que estava consertando o carro de Gildázio o Corsa JRE 9555, emprestou a Gildázio o seu carro outro corsa placas JSA 0066. Porém Ana Paula e amigos de Gildázio, na delegacia, disseram que ele era uma pessoa honesta e que não poderia ter trocado tiros com a PM, pois ele não usava nem um canivete. Dr. Moises disse que ainda não ouviu os familiares de Gildázio, pois nenhum deles compareceu para dar queixa e nem pedir uma investigação.

Porém o carro roubado era um Cross Fox, que foi roubado no distrito de Ventania distrito de Itapebi, e o assalto foi na BR 101. Porém a polícia prendeu recentemente no bairro Rosa Neto Darlam Oliveira Moura 30, que ao ser preso em sua residência, confessou ter feito parte do bando que roubou o carro e mostrou onde o carro estava no bairro Juca Rosa. Só que ao ser preso, Darlan acusou Gildázio Souza Silva 32, e do seu irmão Mundinho como idealizadores do assalto pelo qual, ele, Darlan receberia 500 reais. Gildázio foi morto segundo a PM, em uma troca de tiros, o companheiro de Gildázio conseguiu fugir. Darlan disse que a ele caberia trazer PARA EUNÁPOLIS O Cross fox e Gildázio e o irmão vieram em um corsa também roubado, quando houve o encontro da polícia e Gildázio.

Vejam a entrevista do delegado Dr. Moisés Damasceno:

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui