EUNÁPOLIS. Elucidada autoria de homicídio de criança de oito anos

1
3466
Menino Joelson morto por bala perdida em cobrança de drogas

Da redação:

A família do menino Joelson que foi abatido com um tiro na feira do Bueiro, quando na realidade o alvo era outra pessoa, agora já pode ficar mais tranquila, o assassino já foi descoberto e a polícia agora está atrás de sua prisão. Vejam comunicado da Delegacia Territorial sobre a descoberta e as investigações.

Análise de imagens de vídeo monitoramento e oitivas produzidas no curso de investigações da Polícia Civil de Eunápolis levaram à autoria do disparo que vitimou uma criança de oito anos, JOELSON NETO FRANÇA DE OLIVEIRA, no último dia 06 em um bar na Feira do Bueiro em Eunápolis.

O autor foi reconhecido como JOÃO VITOR FONSECA CARDIM, de 20 anos, morador do Parque Residencial Paquetá; que pode ter agido a mando de traficante, em face de dívida de droga.

Assassino fugitivo

Pelo quanto apurado, o alvo principal da ação criminosa era IAGO FRANÇA DOS ANJOS, 24 anos, também atingido pelos disparos, e que se declarou usuário de drogas e ter exercido o tráfico num passado próximo, ocasião em que saíra com uma dívida de 400 reais, só quitada semanas antes do evento criminoso.

JOÃO VITOR FONSECA CARDIM, mais conhecido como JV, não foi localizado pela polícia e teria saído da cidade há alguns dias, havendo, inclusive, fortes indícios de sua fuga do distrito da culpa.

Informações dão conta de que o autor do crime chegou a acompanhar o velório da criança à distância.

As investigações estão à cargo da Delegacia Territorial de Eunápolis e ainda não foram concluídas, havendo expectativa de que o autor se apresente às autoridades locais.

Fonte: 23ª COORPIN/Eunápolis

 

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Boa noite
    Hoje fui ate o hospital regional com minha mãe que estava engasgada com um osso, deu entrada era 13:40, fez o RX, a medicação e ficou aguardando o medico cirurgião, cuja a informação era de que ele estava em cirurgia, informação errada pois o medico chegou pela porta da frente. Atendeu e disse que não adiantava ter esperado porque não era caso de cirurgia e ele não podia fazer nada. Que ia encaminhar para fazer a endoscopia. Na recepção do hospital tem a placa indicando o corredor para fazer o exame, nas não faz. Então só poderia ver se ia fazer o exame pelo SUS amanhã. Como pode a pessoa estar engasgado e aguardar sabe la pra quando fazer o exame?
    A solução foi pedir a alta dela e fomos em outra cidade.
    Absurdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui