Queimadas um prejuízo incalculável tanto para a lavoura quanto para a pecuária.

0
338
Depositphotos_ foto cedida gentilmente por Google Images.

Muitos fazendeiros ainda teimam em colocar fogo nas pastagens ou até mesmo nos locais de plantio, como forma de economizar dinheiro, ao invés de roçar, para realizar novos plantios, a recuperação do solo é mais lenta, e com isto o prejuízo se torna ainda maior.

Quem afirma isto é o ambientalista do STTR sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Natanael Braga, que em conversa com a reportagem do rota51.com, afirmou que se o produtor rural, mandar capinar ou até mesmo roçar o pasto, o local de plantio, a recuperação do solo é muito mais rápida e, não agride tanto o meio ambiente, quanto as queimadas.

Por outro lado, pior ainda é a fumaça, que nas estradas podem causar acidentes, pois quando esta é muito densa, tira a visão, dificulta o tráfego de carros, além de outros prejuízos.

O ambientalista Natanael Braga (de camisa branca)

Um apicultor que estava no local, disse que uma queimada recente, acabou com suas caixas de abelhas, as abelhas, e tudo que havia em seu apiário, o prejuízo foi nada mais, nada menos que mais de 6 mil reais, pois caixa custa 200 reais, fora as estacas, a colocação das caixas, arames e todo aparato necessário para manter um apiário funcionando normalmente.

O pedido é para que evite as queimadas, pois com o calor dos últimos tempos, uma simples e pequena queimada, poderá  se transformar em algo muito mais sério do que se pensa, pois existem duas coisas na natureza que destroem muita coisa, que é água e fogo e evitar estas duas coisas é muito bom, para que depois não seja necessário remediar o que poderia ter sido evitado e não foi.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui