A operação Faroeste da Polícia Federal foi deflagrada na manhã desta terça-feira

1125
355

De acordo com a assessoria de comunicação da PF, são cumpridas determinações de afastamento de quatro desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia e dois juízes de Direito de suas funções por 90 dias. Conforme apurou o BNews, estão afastados o presidente da corte, desembargador Gesivaldo Brito, a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, a desembargadora Maria do Socorro e o desembargador Olegário Caldas.

O objetivo da ação é desarticular possível esquema criminoso voltado a venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores. As medidas foram autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A operação acontece nas vésperas da eleição para presidência do biênio 2020-2022 do Tribunal. O escrutínio está previsto para esta quarta-feira (20). Maria da Graça e Olegário são candidatos.

Ainda de acordo com nota enviada pela PF, mais de 200 Policiais Federais, acompanhados de Procuradores da República, cumprem quatro mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão em gabinetes, fóruns, escritórios de advocacia, empresas e nas residências dos investigados, nas cidades de Salvador, Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, na Bahia, e em Brasília.

Os mandados foram expedidos pelo STJ e têm por objetivo localizar e apreender provas complementares dos crimes praticados.

Última atualização: 09h30

Errata: Diferente do publicado anteriormente, a desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolelli não foi afastada das suas funções.

19 de Novembro de 2019 às 06:39  Por: Yasmin Garrido  Por: Victor Pinto e Yasmin Garrido 

COMPARTILHAR

Comments are closed.