Câmara Municipal faz sua primeira sessão em novo ambiente.

1125
418

Depois da chamada, da leitura da ata da sessão anterior, pelo diretor legislativo Milton Guerreiro, onde foi devidamente discutida e aprovada, em seguida foi lida a Ordem do Dia pelo 1º secretário, houve o intervalo regimental de 15 minutos e na sequência dos trabalhos, foi feito 1 minuto de silencio pelo falecimento do irmão do vereador Zé Miranda, que usou a tribuna para fazer os devidos agradecimentos, a todos, que de forma geral o ajudaram neste momento tão difícil.

Jorge Maécio usou a tribuna para solicitar que os demais companheiros de plenário, ajudem a aprovar o seu requerimento, onde solicita ao prefeito Robério Oliveira, que envie ao legislativo, um projeto de lei, que defina a carga horária dos agentes de enfermagem, dos técnicos de enfermagem e dos auxiliares, como forma de referendar o princípio de isonomia da categoria. No grande expediente, o vereador Jorge Maécio, disse que já está na CCJ a solicitação de isenção de impostos sobre o serviço de mototaxistas, do deputado Ronaldo Carletto, mas que o projeto está engavetado, e que tosos da categoria, comecem pelas redes sociais, fazerem um movimento, para que o referido projeto seja desengavetado e aprovado.

Gildair ainda no pequeno expediente falou aos mototaxistas presentes no plenário, que o prefeito Robério Oliveira, já deu sua aprovação para a cessão de um terreno no Jardim América, para que os mototaxistas possam construir a sede de sua associação. Gildair em seu retorno à tribuna, falou de seu apoio aos profissionais de medicina e disse que o terreno a ser doado aos mototaxistas é de 1.300m², e que teve o apoio do vereador Xinha ao vereador Gildair.

Jota batista, ao usar a tribuna, falou dos projetos que ele fez anteriormente em favor do mototaxistas, falou do seu apoio aos profissionais de saúde que estavam na CME, e depois deu uma notícia excelente a todos os comerciantes da cidade, Robério Oliveira, perdeu definitivamente, a cobrança pela expedição de notas fiscais, esta notícia veio mostrar o trabalho de um edil em favor dos empresários da cidade de Eunápolis. (Matéria específica á parte).

Arthur Dapé, falou do seu apoio ao enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares e que votará a favor do projeto era enviado à CME. Depois Arthur, falou do seu trabalho junto ao MP, em favor dos idosos, quando a empresa que faz o transporte coletivo urbano a GWG, não respeita a lei e manda descer os idosos que excedam a quantidade de 3, e que não pagar a passagem, quando 10% dos assentos devem ser disponibilizados aos idosos, porém a empresa não respeita isto. Artur Dapé disse que esteve na capital do estado, e conversou sobre o assunto com o deputado José de Arimatéia, que é o representante estadual do Estatuto dos Idosos, e este diz que, todos os idosos devem ser transportados, porque o referido estatuto é nacional e tem que ser respeitado, e que antes, a lei, dava direito a idosos acima de 65 anos, mas que uma lei municipal devidamente aprovada, dá conta de que os idosos acima de 60 anos tem direito ao livre transporte, e que já tem uma recomendação do MP neste sentido, e que ele, vai lutar até que a lei seja amplamente respeitada.

Jurandir leite em seu discurso, também reivindicou para si, para da lei dos mototaxistas, e falou que está de acordo com o que for feito pelos os profissionais de saúde, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, pois eles enfrentam os  as dificuldades do dia a dia, inclusive nos postos de saúde, onde faltam remédios e, na realidade, Jurandir Leite disse que nos postos de saúde falta até papel higiênico em que, um acidentado foi para o HRE e demorou fazer a cirurgia necessária, ou seja, Jurandir Leite, criticou muito a situação da saúde de Eunápolis e que esta precisa ser imediatamente resolvida.

Todos os projetos e indicações, colocadas em votação nesta sessão foram devidamente votadas e aprovadas, o presidente do legislativo, ao final da sessão, agradeceu a todos os funcionários e colaboradores da CME, pelo trabalho, que foi feito por todos, para que a sessão desta 5ª feira 14/11, pudesse ter sido realizada já com o cenário novo. Muitos que estiveram na CME nesta sessão, comentaram que agora a CME tem um cenário que representa realmente um legislativo e que este se não for o melhor, é um dos melhores cenários legislativos do país, igualando ao Congresso Nacional e outras assembleias legislativas, pela funcionalidade, tecnologia e interação imediata, agora só faltam os vereadores se acostumarem ao novo modelo de votação.

Algumas pessoas desinformadas, ou que talvez, queiram procurar uma forma de criticar o presidente Jorge Maécio, precisam saber, que a CME não tem uma vida financeira própria e que vice do repasse da Prefeitura Municipal, porém a Câmara tem uma porcentagem, de gastos, e a sobre, se não for utilizada em reformas, revitalização, e modernização como a que está sendo feita agora, o restante que sobrar terá de ser devolvido ao município, desta forma, Jorge Maécio, sem mostrar uma autoridade desnecessária, sem querer ser uma estrela, em acordo com os demais 16 vereadores, resolveu realizar esta reforma, como forma de dar aos demais vereadores, os atuais e os futuros, uma Câmara de vereadores, uma forma digna de trabalhar pela comunidade.

COMPARTILHAR

Comments are closed.