EDITORIAL :Tem gente enganando gente, e muita gente sendo enganado pelos inteligentes, é politicagem pura.

0
204

Vejam bem, de acordo com o que foi mostrado à reportagem do rota51.com, o legislativo não pode interferir nos projetos do executivo, ou aprova ou não aprova, mas um não pode desmontar o outro, de acordo com informações esta questão dos professores, se vão receber ou não, ou se vão ser recontratados já está na justiça, pois cabe a justiça dar o seu parecer, isto vai depender do que está definido no contrato assinado pelos seletivados, como a editoria do   site não é advogado, ao buscar as informações, recebeu este parecer.

Com relação ao toque de recolher, existe uma súmula do presidente do STF, Ministro Dias Tófolli, de que, os governadores, teriam o direito de legislar sobre seus estados, diante do quadro de pandemia que se instalou em todo Brasil e na Bahia não foi diferente, então todas as medidas tomadas em Eunápolis e região foram tomadas pelo governador Rui Costa, de acordo com o STF, é prerrogativa do governador e os prefeitos, são obrigados a aceitar, pois são determinações que vem de cima para baixo, isto a saber que, o que está sendo feito, é uma medida austera, e chamada de anti social, mas tudo está sendo feito em favor da própria sociedade e, mesmo assim o povo não respeita, desta forma o toque de recolher, é uma atitude tomada pelo governador do estado, agora ficam aí, algumas pessoas, fazendo politicagem barata, infame, e sobretudo tentando iludir as pessoas, e culpando o prefeito, é claro que o prefeito tem seus defeitos, mas neste momento, é uma cidade inteira precisando de ajuda. A determinação vem de cima, ou cumpre ou a coisa pode ficar pior ainda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui