Elementos são presos pela PETO, depois de cometerem crime em Salto da Divisa.

1
4526
Maxouel, de camisa verde preso na Roça do Povo
Maxouel, de camisa verde preso na Roça do Povo

Segundo informações 7ª CIPM, uma guarnição foi até perto da cidade mineira de Salto da Divisa, tentar cercar e prender 3 elementos que haviam cometido 2 assassinatos na referida cidade mineira.
Atendendo à solicitação do comando da PM de Salto da Divisa, uma viatura com vários integrantes da PM especial PETO, Pelotão de emprego Tático Operacional, fizeram uma barreira na intenção de deter os 3 fugitivos de Minas Gerais, mas ao que tudo indica, desconfiando da situação, os 3 acabaram se escondendo no meio do mato e deixaram o tempo passar e, não foram presos.
Tempos depois, um dos elementos, Alessandro Santos Damascena, foi preso pela polícia civil sendo suspeito de ter sido um dos que mataram o cadeirante em um bar da rua Marcílio Dias, que ficou paraplégico, depois da tentativa de assalto a uma lotérica no Pequi e, num embate com a policia foi alvejado e ficou em uma cadeira de rodas, mas de acordo com investigações, Alisson o cadeirante, continuava a traficar drogas e Alessandro mesmo preso negou envolvimento nesse assassinato.

Carlos, preso junto com Maxouel na Roça do Povo
Carlos, preso junto com Maxouel na Roça do Povo

Dias depois policiais PETO, foram acionados, dando conta de que em um local de festas na Roça do Povo mais conhecido como “Espaço Carvalho”, haviam dois homens armados e os policiais foram para o local e acabaram prendendo Maxouel Marques Rodrigues 39 (de camisa verde) e Carlos Cardoso da Silva 21, junto com os presos, foram encontrados 2 revolveres calibre 38, vários cartuchos intactos e certa quantidade em dinheiro.
De posse das fotos feitas por celular pela policia, as fotos foram mostradas par pessoas em Salto da Divisa e eles foram reconhecidos como autores de 3 assassinatos na vizinha cidade de Minas Gerais. E quando eles sentiram que poderiam ser presos pela PETO de Eunápolis, e se esconderam no mato, eles retornaram a Salto da Divisa e mataram mais uma pessoa, portanto segundo a policia eles são autores de 3 assassinatos em Minas Gerais. Dois dos executados em Salto da Divisa e, que estão na galeria de fotos são: Ezequias Francisco Dos Santos o Bokita e José Antonio Lisboa dos Santos o Zé Pintado, o outro executado a foto não foi enviada ao rota51.com.

Alessandro preso pela Policia Civil acusado de ter matado o cadeirante Alisson
Alessandro preso pela Policia Civil acusado de ter matado o cadeirante Alisson

Depois de reconhecidos, estão presos em Eunápolis em flagrante por porte ilegal de armas, e um mandado de prisão por homicídio para os 3, está sendo aguardado pela Policia da Eunápolis, o mandado está vindo do MP de Governador Valadares e o que chegar primeiro, leva os 3 suspeitos de homicídios e tráfico de drogas, porte ilegal de armas e roubo, pois quando foram presos na Roça do Povo eles estavam com a mesma moto Bros cor verde que foi roubada em Monte Alegre e, que eles usaram para ir a Salto da Divisa e retornar para Eunápolis onde foram presos. Desde o dia 14/08 que estes elementos estão sendo procurados e só foram presos no sábado 29/08.
As fotos dos presos, incluindo a dos homicídios em Salto da divisa foram enviadas via WhatsApp do site rota51.com. Nosso WhatsApp é (73) 9803 5867.

Estas fotos são chocantes, solicita-se que pessoas portadoras de doenças coronárias, depressão ou hipertensão não veja a galeria de fotos, quem o fizer estará fazendo por sua livre  força de vontade, e assumirá os riscos de sua ação.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui