EUNÁPOLIS: POLÍCIAS CIVIL e PM DA 7ª CIPM, prendem envolvidos na morte do presidente da associação baixa verde.

0
370

Há alguns anos atrás, houve um outro assassinato no projeto Baixa verde, onde a vítima foi morta a tiros, sua casa queimada e até hoje o crime continua insolúvel, na delegacia na manhã desta 3ª feira 30/06, em conversa com Dr, Moisés ele disse que o crime continua em investigação e agora ele poderá entrar no caso, mas garantiu que este crime, não tem nada a ver com o crime anterior.

Na manhã desta terça-feira, 30, uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar de Eunápolis e Superintendência de Inteligência da SSP resultou na prisão de envolvidos na morte do Presidente do Pré-assentamento Baixa Verde, JORGE REINALDO LOYOLA DE OLIVEIRA, ocorrida no dia 01/04/2020.

Durante as investigações, um agricultor de 42 anos; e seu genro, de 23 anos, foram identificados como autores do crime; e, durante suas prisões, na manhã de hoje, indicaram outros dois envolvidos.

Segundo o agricultor, a vítima vinha lhe ameaçando há cerca de dois anos porque lhe acusava de ter furtado duas cadelas de caça e queria que ele “desse conta” dos animais, e, por isso, chegou a ser abordado por ele por algumas vezes.

Ele alega ainda que, em face das ameaças, teve que sair praticamente escondido por duas vezes do Ponto Maneca para o município de Itabela.

Sua última mudança para Itabela teria ocorrido pouco antes do crime, justamente porque “SEU JORGE” lhe abordara novamente, dizendo que “tinham algo para acertar”. Por isso, dias depois, o autor retornou à Baixa Verde com seu genro e mais dois indivíduos para matá-lo, ocasião em que arrancou e levou as duas orelhas da vítima, que ficaram em seu poder por cerca de duas semanas.

Na ação de hoje, o telefone celular da vítima foi recuperado em poder de uma adolescente de 14 anos, que havia comprado o aparelho na mão de um dos autores.

Um adolescente envolvido será ouvido acerca dos fatos e entregue a seu responsável legal, já que o menor já responde pelo assassinato a facadas em seu tio, em Itabela.

As buscas nas residências e as prisões temporárias foram decretadas pelo Juiz DR OTAVIANO ANDRADE DE SOUZA SOBRINHO, titular da Vara Crime do Júri da Comarca de Eunápolis.

A Polícia Civil vai solicitar a prisão de um quarto envolvido, não encontrado em sua casa.

PRESOS:

  1. P. L. P., 42 – anos;
  2. A. DE S., 23 – anos;

E mais um menor

FONTE: 23ª COORPIN/EUNÁPOLIS

73 98203-3553: PRESOS:

GILSON PEDROSO LIA PRATA, 42 – anos;

CLEITON AMARAL DE SENA, 23 – anos;

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui