Hoje dia 01/06, a Sec. De Saúde recebeu mais 20 resultados positivos, e agora, a culpa é de quem?

0
335

Quando o Covid 19 chegou a Eunápolis através de funcionários da Prosegur, eram apenas 2, e foram acontecendo mais casos e todos ligados a funcionários da empresa. Depois os resultados positivos, foram subindo até chegar ao número de hoje, em 158 casos positivos e com 2 óbitos.

O povo não está acreditando, muita gente está desobedecendo as determinações de ficarem em casa, e muitos saem às ruas sem a máscara.

Pois bem, estes 20 casos confirmados neste 01/]06, já estavam esperando os resultados há alguns dias, e com quantas pessoas eles tiveram contato sem nenhuma preocupação, destes 20 se eles entraram em conta com mais 20, são ao todo 400; existem mais 76 a espera de um resultado, se desses mais 20 foram positivados, e entraram cem contado com mais 20 são mais 400, ao todo, serão mais 800 pessoas possivelmente infectadas, e o povo não acredita.

Ontem, Domingo a fiscalização esteve no bairro Dinah Borges, e fecharam duas mercearias, o dono da mercearia desobedeceu às normas e, pessoas comuns, ainda se rebelaram contra a fiscalização. Quem quer o comércio fechado? Quem quer causar prejuízo a alguém? Mas o povo não colabora, pessoas dentro de suas casas fazendo festinhas com aglomeração, é uma falta de respeito para com os vizinhos e com a própria família.

É neste momento em que se registra o aumento de infectados, dentro de uma estatística que poderia ser evitada, mas desobedecer é mais difícil do que colocar a culpa no prefeito pelas atitudes tomadas, é mais difícil criticar o governador, do que se precaverem da pandemia. E quando se aluga o Hospital das Clínicas como hospital de referência, muita gente vem criticar, já que o hospital de referência, seria o HLEM de Porto Seguro, mas Eunápolis começou a aumentar o número de infectados e o governador determinou que a referida atitude fosse tomada. Tem hora que o pensamento é um só, abre tudo, deixa o povo fazer o que quiser, para ver onde é que vai parar o resultado de todas as inconsequências, causadas por um povo que depois de tantos anos e de tantas ocorrências iguais a esta, que não aprenderam a obedecer a ordens, mas é a questão política, deveriam fazer igual ao governador e o prefeito de Salvador, deixaram a política de lado e se ombrearam para salvar vidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui