Martagão retoma consultas e procedimentos do ambulatório em especialidades específicas

0
162

Desde a última terça-feira, 16, o Hospital Martagão Gesteira ampliou os atendimentos ambulatoriais que haviam sido reduzidos por causa das medidas de controle da disseminação do novo coronavírus. Os pacientes que tiveram consultas ou procedimentos suspensos nos meses de março e abril deste ano serão contatados pela Central de Telemarcação do hospital para confirmar data e horário da nova consulta.

A medida vale exclusivamente para as seguintes especialidades: cardiopediatria, cirurgia pediátrica (CIPE), cirurgia plástica, dermatologia, fisioterapia, fonoaudiologia, hematologia, hepatologia, nefrologia, neurocirurgia, neurologia, ortopedia, otorrino, reumatologia e terapia ocupacional.

“O Martagão adota protocolos de segurança e higiene e montou uma estrutura ambulatorial completa e necessária para atender todos os pacientes e familiares com qualidade e segurança. Nos últimos meses, reforçamos campanhas de higienização de mãos e utilização correta de máscaras. O fluxo para atendimento no ambulatório é completamente diferenciado e não permite nenhum contato com pacientes que possuem qualquer sintoma respiratório”, destaca a diretora do hospital, Erica Oliveira.

O Martagão ressalta, ainda, que o hospital funciona atualmente com fluxos de atendimentos e áreas distintas para casos de covid, evitando, assim, o compartilhamento dos espaços e de profissionais. “Os nossos profissionais que atendem o ambulatório são específicos para este setor. Eles não atendem as outras áreas do hospital”, acrescenta a diretora.

Além disto, medidas de prevenção e combate à disseminação foram adotadas, tais como:

  • Reforço das ações de higienização das dependências da unidade;
  • Protocolo de confirmação de consulta e de identificação de possíveis sinais de covid por telemarcação;
  • Agendamento por hora, com acesso ao hospital apenas no horário agendado;
  • Entrevista e verificação de temperatura de todos os colaboradores, pacientes e acompanhantes, para identificar sinais sugestivos de covid-19;
  • Protocolo para padronização de EPIs para colaboradores, familiares e pacientes;
  • Restrição no número de acompanhantes e tempo de visitação aos pacientes;
  • Reforço à conscientização de profissionais e acompanhantes para ações preventivas;
  • Protocolo de desinfecção do ambiente e equipamentos;

 Martagão é um dos beneficiados da campanha Sorte Acelerada do Instituto Ronald McDonald

Valor obtido pelo hospital será aplicado no custeio do Serviço de Transplante de Medula Óssea.

O Hospital Martagão Gesteira é uma das 29 instituições de todo o país que atuam com oncologia pediátrica e que serão beneficiadas pela campanha “Sorte Acelerada” do Instituto Ronald McDonald. A ação solidária sorteará um HB20 0km e o valor arrecadado com a venda dos cupons será revertido para a luta do câncer infantojuvenil. Para o Martagão, o montante obtido será aplicado no custeio do Serviço de Transplante de Medula Óssea.

“Todo apoio que nos é concedido para ajudar na luta do combate ao câncer infantojuvenil é sempre oportuno, porque as doações são parte da estrutura que sustenta o Martagão e nos permite tentar cobrir o nosso déficit mensal e poder oferecer serviços de saúde de qualidade a milhares de crianças baianas. Contamos com o apoio de todos para que esta campanha resulte em mais saúde para os nossos pequenos e pequenas”, ressalta a diretora do Martagão, Erica Oliveira.

O primeiro caso na Bahia de transplante de medula óssea em crianças e jovens na faixa etária de 0 a 14 anos pela rede pública será realizado pelo Martagão. No estado, este tipo de transplante já é realizado por outras unidades de saúde, mas somente em casos a partir dos 14 anos. Abaixo dessa idade, os pacientes têm que se deslocar para outros estados para viabilizar o tratamento. No caso do Martagão, unidade de saúde referência em atendimentos pediátricos na Bahia, o serviço abrangerá a faixa etária de 0 a 18 anos.

O sorteio, uma parceria do instituto e a Hyundai Motors Brasil, ocorrerá em 9 de setembro, na Loteria Federal. A campanha “Sorte Acelerada” beneficiará projetos em todo país e o desafio é vender 500 mil cupons no valor de R$10,00 cada, para arrecadar recursos que serão investidos na causa da oncologia pediátrica do país. Os cupons podem ser adquiridos sem sair de casa, através do site www.sorteacelerada.org.br/compraonline.

O superintendente do Instituto Ronald McDonald, Francisco Neves, destaca que os recursos arrecadados com a Sorte Acelerada serão investidos em projetos para preservar a segurança do atendimento dos pacientes e ampliar as chances de cura de crianças e adolescentes com câncer no Brasil ao mesmo nível de países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), como os Estados Unidos e os do continente europeu, que ultrapassam 85% de cura.

A chance média de sobrevivência à doença é estimada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) em 64%. Porém, as chances não são as mesmas em todas as regiões do país. Conforme o levantamento feito pelo Inca, enquanto as chances médias de sobrevivência nas regiões Sul são 75% e na região Sudeste são 70%, nas Região Centro-Oeste, Nordeste e Norte elas são 65%, 60% e 50% respectivamente.

Nesse momento em que a Pandemia da COVID-19 assola o mundo e o Brasil, os hospitais necessitam de Equipamentos de Proteção individual (máscaras cirúrgicas e de proteção respiratória, luvas, proteção ocular), respiradores e termômetros digitais, além de produtos de higiene (álcool gel e 70%) e as Casas e Grupos de apoio também demandam materiais e kits de higiene e cestas básicas para distribuição às famílias sem renda.

Anderson Sotero / Assessor de Imprensa

Hospital Martagão Gesteira / Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil

71 988525935 / 30323770

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui