Postos de gasolina são fiscalizados em Eunápolis e região.

2
462

A operação está sendo feita por vários órgãos de fiscalização e segurança, e de acordo com outras fiscalizações feitas, alguns postos de gasolina já foram interditados, por terem suas bombas irregulares, como matéria feitas anteriormente, porém agora, é a região que está sendo fiscalizada e conforme informações, um posto localizado na Br 367, teve 4 bombas interditadas, os demais postos, foram fiscalizados e considerados dentro do padrão de atendimento.

Em Eunápolis na tarde desta 4ª feira, 09/10, um posto na av Cons. Luiz Viana, foi fiscalizada e, considerada normal para o atendimento em todas as bombas, para esta fiscalização, de cada bomba de abastecimento, são feitas duas retiradas, ou seja, uma vazão lenta e uma vazão normal, com uma tolerância de porcentagem para mais ou para menos, fora destas considerações, a bomba pode ser considerada anormal, então é interditada, a oficina de reparos é chamada, e depois de consertada e aferida, a bomba é novamente recolocada para funcionamento. A fiscalização da região, só em Caraívas, foram aferidos todos os postos, com os da Br 367 ao todo 7 postos, receberam a fiscalização da ANP Agência Nacional de Petróleo, POLÍCIA FAZENDÁRIA e CIPE MATA ATLANTICA, comandada pelo Sub Tnte Lizánias, SEFAZ, IBAMETRO, DPT de Porto Seguro, e PROCON.

Na realidade todos os postos de gasolina receberão a visita da fiscalização, mas ao final do trabalho, nenhum órgão divulga quais os postos ficaram aptos a funcionar e quais foram os interditados, na realidade, ninguém fica sabendo qual posto estava abastecendo honestamente ou qual o outro que estava prestando um serviço deficitário. Mesmo com toda a fiscalização, o consumidor ainda fica sem saber quem é quem no jogo do bicho.

O posto fiscalizado nesta tarde, a reportagem só ficou sabendo que o abastecimento é normal, devido a informação de um funcionário, de que todas as bombas aferidas, estavam perfeitamente normais.

COMPARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Deveriam, obrigatoriamente, divulgar a lista dos postos regulares e irregulares. Quem não deve, não teme. Postos gastam fortunas com publicidade, na maioria anunciam ter os melhores combustíveis, os menores preços, os melhores atendimentos. Quando são flagrados lesando seus cliente, não pode haver exposição? É o sistema vigente. Mas se fosse um ladrão de ovo, teríamos expostos o nome e a foto do meliante. Se eu fosse dono de um posto que passou em todos os testes, divulgaria isto aos quatro ventos. Os clientes fariam fila para comprar no meu estabelecimento.

    • Sérgio, na matéria que o rota51 fez, ao ser perguntado, o responsável pela operação disse que não haveria nenhum tipo de divulgação, não existe sequer um selo de aprovação, mas é o Brasil, demoram a fazer e quando fazem, fazem pela metade, mas pelo menos fizeram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui