Prefeito Neto Guerrieri decreta “estado de emergência” em apoio aos produtores rurais.

0
2224

O Procurador Geral entregando o documento aos produtores rurais nas pessoas do Secret´[ario de Agricultura Jr. Bahia, do vereador Jorge Maécio e do Pres. do Sindicato Pedro Vaillant
O Procurador Geral entregando o documento aos produtores rurais nas pessoas do Secret´[ario de Agricultura Jr. Bahia, do vereador Jorge Maécio e do Pres. do Sindicato Pedro Vaillant
Na tarde desta 2ª feira, o prefeito Neto Guerrieri, sabendo da situação dos produtores rurais, diante da situação caótica que assola a região, decretou “estado de emergência” que terá validade por 180 dias, que junto a outras ações e atitudes que deverão ser tomadas nas próximas horas, poderão ajudar que os bancos oficiais, que realizaram empréstimos aos produtores, prorroguem o prazo para o pagamento das parcelas bancárias, dos empréstimos tomados, para solucionar os problemas financeiros do campo.
Os produtores rurais, não querem perdão pelos empréstimos, não querem eliminação de juros, o que todos estão pedindo, é que os bancos prorroguem por mais tempo o pagamento das parcelas do dinheiro emprestado. Em nenhum momento o dinheiro emprestado para eliminação de contas, rurais, como folhas de

Produtores rurais unidos pela prorrogação dos prazos
Produtores rurais unidos pela prorrogação dos prazos

pagamento, insumos, transporte dentre outras responsabilidades, mas com, o tempo como está, calor excessivo, sol inclemente e, principalmente falta de chuva, o produtor rural não teve o que vender, o leite diminuiu em quase 80%, praticamente não tem o que vender e se vender o que tem, os bezerros podem sucumbir diante da falta da mama, o gado de corte, não pode ser vendido, pois sem o capim que engorda o gado, não tendo o que comer, o gado emagrece se for vendido, será pior, porque o prejuízo será maior ainda, o que os produtores rurais querem, é so a prorrogação do prazo para pagamentos, até que a coisa se resolva normalmente, então as parcelas dos empréstimos serão pagas religiosamente.

Sec. de Agricultura Jr. Bahia ajudando a buscar soluções imediatas para a crise.
Sec. de Agricultura Jr. Bahia ajudando a buscar soluções imediatas para a crise.

Para tanto na reunião desta 2ª feira, compareceram mais produtores rurais, e o Procurador Geral do Município Dr. Eliomar Brito, levou pessoalmente o decreto do prefeito decretando “estado de emergência” e, explicou o que deverá ser feito nas próximas horas, para que as autoridades estaduais e federais, possam resolver a questão, sendo que o gov. Federal determine ao Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e banco do Nordeste do Brasil bancos oficiais, que prorroguem os prazos até a situação melhorar.

Antonio Carlos da CEPLAC  (de camisa branca) prestndo toda a ajuda possível para  ajudar a solucionar o problema.
Antonio Carlos da CEPLAC (de camisa branca) prestndo toda a ajuda possível para ajudar a solucionar o problema.

A partir da manhã desta 3ª feira 15/12, órgãos oficiais como INEMA, EMBASA, DEFESA CIVIL, SECRETARIA DE AGRICULTURA, ADAB E CEPLAC, COOPERATIVA DOS CAFÉICULTORES, estarão envolvidos no processo, fazendo relatórios, para que estes, possam ser enviados ao Gov. do Estado e este junto a seus secretários competentes, enviar todos os relatórios ao Gov. Federal, parta que a determinação venha de cima para baixo e, possa deixar os produtores rurais mais calmos e menos alarmados.
Como da última vez, o vereador Jorge Maécio esteve presente, e como irá viajar com o prefeito até a capital do Estado, onde se encontrarão com o Governador Rui Costa, o vice Gov. João Leão e com algum deputado estadual que resolver ajudar nesta intervenção, e caso o deputado federal Ronaldo Carletto não estiver na capital baiana, eles poderão ir até Brasília, na Câmara dos Deputados e, fazer pessoalmente esta reivindicação, pois, neste momento a intervenção política é muito importante, para tanto o vereador Jorge Maécio, junto com o prefeito deverão levar alguns documentos que têm em mãos para ajudar a amenizar a situação e até por volta do meio dia, outros documentos já deverão ter sido encaminhados até a governadoria do estado, para que as autoridades estaduais, tomem conhecimento de tudo.

Dr. Eliomar Brito lendo o documento assinado pelo prefeito
Dr. Eliomar Brito lendo o documento assinado pelo prefeito

Outra ação que os produtores rurais irão tomar, é se reunirem com o governador e, depois com a Veracel, Ministério Público, e o prefeito Neto Guerrieri, já que o mesmo é presidente do consórcio de prefeituras do extremo sul, para que, o rio Buranhém, posa ser imediatamente revitalizado, pois de acordo com os produtores rurais, a seca deste fim de ano, irá repercutir o ano que vem, já que a floração do cafezal, da plantação de mamão e da fruticultura em geral, dos cacauais, tudo isto estará seriamente comprometido e a situação irá piorar, pois se a seca prejudica toda safra este ano, no ano que vem será pior ainda. E o que eles querem, é não precisar de mais financiamentos, e nem ver o gado, o leite, o cacau, o mamão e, o café ficarem prejudicados por falta de água e a revitalização do rio Buranhém e consecutivamente o rio do Peixe secarem e comprometer inclusive o fornecimento de água como já está acontecendo em Guaratinga.

FOTOS: PBarbosa

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui