Sessão da Câmara de Vereadores, mostra trabalho com algumas discordâncias.

0
186

Depois da amostragem no painel que havia “quórum”, foi feita a Oração do dia, depois o diretor legislativo Milton Guerreiro, leu a Ordem, do Dia, as matérias da pauta, projetos e emendas e em seguida o intervalo regimental.

No retorno, no pequeno expediente, onde os vereadores só podem discutir projetos e indicações, o primeiro a falar foi o vereador Jurandir Leite, mais uma vez criticando setor de saúde, com relação aos pedidos de exame, que por politicagem são entregues a outras pessoas, que não às indicadas, causando com isto transtorno para os verdadeiros necessitados, citou ainda que os postos de saúde, não tem uma sala de vacinação.

Depois o vereador voltou ao problema de saneamento básico, que até hoje está no papel e este assunto o vereador conhece de perto, desde quando foi diretor de patrimônio do município. Porém o vereador Jurandir Leite, falou que ele é do distrito, conhece alí desde menino e que sempre vem lutando pelas melhorias do local, mas que agora, todos querem ser o “pai da criança”.

Já o vereador Paulo Brasil falou sobre Gabiarra, da iluminação das ruas mal iluminadas, do muro do cemitério, da água no cemitério para que pessoas possam se higienizar após sepultamentos, dando conta de que foram seus pedidos, que foram atendidos pelo prefeito. Paulo Brasil ainda comentou que a entrada do município precisa ser melhor conservada, pois pode ser feito ali, um canteiro, iluminado, para melhorar o distrito.

Jota Batista falou da falta de interesse do gestor em relação aos professores, pois estas irregularidades nunca foram vistas, pois nunca se viu um prefeito cometer tantas irregularidades como este, depois criticou o MP, que não toma uma providencia, quando prefeito comete vários crimes de improbidade administrativa, pois o que o prefeito está fazendo em relação aos professores é um verdadeiro massacre, em relação às demissões do contrato seletivo, e esta é uma estratégia da velha situação do “pão e circo”.

Carlos da auto escola, também se pronunciou em relação a Gabiarra, disse que em 25/05/2017, apresentou projeto para reconstrução do muro do cemitério de Gabiarra, pois era uma falta de respeito, a situação que ele viu naquela época, depois ele conseguiu com Neto Carletto, uma água  decente para ser consumida e sem politicagem, e logo após a fala de Carlos da auto escola, Jorge Maécio falou que a caixa d’água já está colocada e que em mais 15 dias, a água estará jorrando para toda a população do distrito. Por outro lado, Carlos da Autoescola, está cobrando o poço artesiano do Ponto Maneca, sendo estre um pedido seu, esperando pelo atendimento do prefeito.

Artur Dapé, falou de sua indicação, para que o prefeito abra as academias, respeitando é claro as determinações da saúde, para que todos possam praticar seus esportes, ao comercio, e depois voltou ao seu discurso, de manter os trabalhadores prejudicado pelo coronavírus, no caso da demissão dos seletivados e, pois são 252 professores seletivados, que estão sem trabalho  e sem vencimentos.

Depois dos discursos feitos, o presidente da casa Jorge Maécio, iniciou as votações de projetos e indicações, quando todos os projetos foram aprovados e as indicações também aprovadas, mas a votação esbarrou em uma situação, o projeto de gratificação dos professores seletivados, proposto pelo prefeito em R$ 600 reais,  entrou em discordância dos vereadores e estes, não retornaram para a 2ª votação esperando uma decisão do prefeito, pois os vereadores querem o mínimo de R$ 1200 reais, vídeo neste sentido gravado pelos vereadores ainda nesta edição, em matéria à parte.

Ao fazer o seu pronunciamento, o vereador Jorge Maécio, flou sobre as estradas vicinais da região, por onde escoam toda a produção da agricultura familiar, o vereador flou que os projetos Santa Maria, Produzir, dentre outros precisam que as máquinas venham trabalhar, para que haja uma forma de os produtores venderem seus produtos, principalmente neste momento, quando as chuvas tem prejudicado bastante as estreadas. Por outro lado o vereador Jorge Maécio, disse que esta ação deverá ser realizada sem politicagem, e este trabalho tem que ser urgente, para que as famílias destes projetos, não possam ser sacrificadas.

Em seu pronunciamento o vereador Ramos filho, falou de diversos assunto importantes, vejam o vídeo:

Nova sessão da CME, na próxima 5ª feira às 08 e 30m, na CME, Av Artulino
Ribeiro bairro Dinah Borges.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui