SESSÃO PINGA FOGO, É FOGO NO BONÉ O GUARDA.

1
432

Quem fala o que não deve ouve o que não precisa.

De repente surge no facebook, uma participação de um grande artista, Pisit Mota, que já esteve em Eunápolis, fazendo um show a convite da CDL, excelente profissional, sabe como conduzir uma plateia, mas desta vez, fez o que não devia e agora precisa fazer uma retratação.

Ao gravar uma participação humorística em Porto Seguro, como se fosse um atendente de uma das barracas, ele fez uma crítica e muito severa em relação aos eunapolitanos, não devia ter feito, taxando os eunapolitanos como caloteiros, não devia ter feito isto. Brincadeira de mau gosto, poderia ter ganho o seu dinheiro como você mesmo frisa, mas de outra forma, já que você é um artista fantástico, mas aí recebeu o troco; recebeu uma crítica muito severa, mas educadamente  sincera de Rony Brasil, artista que já foi lá fora e levou o nome da cidade, cantor, forrozeiro, dono da banda Arriba Saia, que dentre outras coisas mostrou como se faz um show, mostrou o que um show pode fazer pelas pessoas, mostrando as arrecadações que serão distribuídas entre pessoas de menor poder aquisitivo e que estão passando por severas  dificuldade nesta pandemia, é desnecessário dizer como fazer a coisa certa, você sabe e o faz muito bem. SUA ATUAÇÃO MERECE UMA RETRATAÇÃO, não só com o povo eunapolitanos, como também os mineiros, eu sou mineiro, poeta e inclusive te dei pessoalmente um livro meu, “Quando o amor acontece I” e como mineiro, acho que você pode honestamente consertar este “desvio” profissional. Estarei à sua disposição para a retratação, que reporto em um vídeo seu, vejam o vídeo:

Coronavírus, quem está com a verdade?

O Brasil é um país que sempre esteve preso a outros países, quer na compra ou na venda de produtos, insumos tecnológicos dentre outros produtos. Mas o que está acontecendo neste momento, é uma verdadeira pandemia de notícias desencontradas, fazendo com que os brasileiros, acabem não obedecendo ao que é determinado. O presidente não é médico, governadores, não são médicos, mas todos andam ditando normas e regulamentos neste momento tão difícil para os brasileiros.

O presidente fala de suas convicções, Rui Costa fala outra coisa, e ninguém sabe a quem obedecer. Rui Costa quer debater o “toque de recolher” dá como exemplo Itabuna e Ilhéus, mas nenhum deles, mostra um estudo detalhado feito por especialistas. Já fizeram uma reunião com cardiologistas, infectologistas, pneumologistas, hematologistas, para saber qual melhor caminho a se seguir, ainda não, pois a imprensa não falou nada. A rede Globo já entrevistou muitos destes profissionais, mas nenhum deles, argumentou que deveria serem ouvidos todos, para que o presidente e os governadores, pudessem tomar uma posição generalizada sobre o assunto, e cada um impõe o que quer. Já houveram notícias de caixões enterrados com paus, pedras e sacos de areia, outros dizem que enquanto as compras puderem ser feitas sem licitação, esta pandemia nunca vai acabar, é por isto que, quando um prefeito dá uma determinação, ninguém, obedece, mesmo com as determinações de Robério Oliveira, ainda é possível, ver nas ruas, pessoas sem máscaras ou fazendo aglomerações nas portas das lojas

PRF apreende ônibus cheio de gente, que foram comprar em São Paulo

 Aqui em Eunápolis já são 75 pessoas infectadas, algumas tratadas e outras em observação, hoje 19/05, a PRF deteve um ônibus cheio de gente que veio de São Paulo, mesmo com a restrição não trafegarem durante esta pandemia. O dono da empresa disse que tem autorização da ANTT, Associação Nacional de Transportes Terrestres, para atuar neste segmento, porém em tempos normais, mas neste momento, fala mais auto as determinações do governo sobre este tipo de transporte, os sacoleiros serão acompanhados por uma equipe e a empresa deverá ser multada, para aprender a respeitar esta situação de pandemia. Todo mundo quer ganhar dinheiro, porém em casos desta natureza, a obediência aos governos, é preciso ser feita, pois se por acaso no meio destes sacoleiros aparecer um infectado, não será a empresa a se responsabilizar pelo paciente, mas enviará o mesmo para o HRE para cuidar desta irresponsabilidade, porque a ANTT e nem a empresa, com certeza não doaram nenhuma máscara aos 31 passageiros. Em abril, um outro ônibus de turismo, que também trazia sacoleiros de São Paulo foi parado na BR-101, em Eunápolis. Na ocasião, a empresa de turismo foi multada em R$ 10 mil, por descumprir o decreto do Governo do Estado, que proíbe a circulação de transporte interestadual em território baiano, como medida de combate ao avanço da Covid-19

1 COMENTÁRIO

  1. Eu creio em nome de Jesus que estes momentos críticos vão passar. A esperança deve estar diuturnamente no coração dos eunapolitanos e do Brasil. Quem exerce a fé no Eterno sabe muito bem que vai passar esta angústia e perplexidade. Deus não abadona ninguém, mesmo diante das perdas irreparáveis. Há UM CONSOLO: “No mundo tereis aflições mas não temais, EU venci o mundo.” João 16:33. Vamos exercer a fé e a esperança e tudo voltará ao normal. O que nos entristece é a teimosia de muita gente ainda fazendo aglomerações e sem máscara. Isso tem que coibir. No mais, estamos orando sempre pelas autoridades constituídas do município e do Brasil, médicos e enfermeiros os quais estão arriscando as sua vidas para salvar vidas. Deus nos abençoe. Pr. Valdeni Andrade..

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui