Sindicato cerca trabalhador rural contra ataques de piratas das aposentadorias

0
624
Almir do STTR
Almir Souza Ramos do STTR

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Florestais e da Silvicultura (STTR) de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, vem fazendo intenso trabalho de conscientização da categoria a fim de que ela possa estar protegida dos ferozes ataques de homens e mulheres atravessadores, que dão golpes contra o trabalhador nos encaminhamentos de processos de aposentadorias.

A informação é do diretor de políticas sociais da entidade, Almir Souza Ramos, explicando que através de palestras em toda a zona rural do Município, bem como na sede do Sindicato, tudo é explicado “de forma bem mastigada dando a todos a oportunidade de entender os engodos e ciladas praticadas por pessoas inescrupulosas contra os inocentes trabalhadores por ocasião da  entrada  do processo de se aposentar”. Segundo o dirigente o próprio STTR cuida de tudo isso sem dificuldade alguma, inclusive, agilizando todo o processo, apesar da burocracia.

Souza, que já foi presidente do Sindicato por dois mandatos, é contundente ao detalhar para a imprensa que a falta de informação tem levado ao longo do tempo inúmeros trabalhadores e trabalhadoras a aceitarem “ajuda” de atravessadores, que cobram fortunas para encaminhar esse tipo de processo que é natural por ser um direito das vítimas. Além disso, segundo ele, os atravessadores criminosamente obrigam os aposentados a contraírem empréstimos, armadilha que acaba prejudicando toda a cadeia produtiva, principalmente o comércio local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui