Após o revés em Porto e Cabrália, prefeito “fraterno”, Robério Oliveira quer vender a água de Eunápolis.

0
851

Por Josemir Tadeu Fonseca 15 Out, 2019

O prefeito Robério Oliveira da cidade vizinha de Eunápolis que, assim como sua esposa e prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira e seu cunhado, irmão da prefeita Cláudia, Agnelo Santos, também prefeito da cidade de Santa Cruz de Cabrália, e que foram investigados e indiciados na operação fraternos, desencadeada pela Polícia Federal, em agosto de 2017, sob fortes suspeitas de desvios dos cofres públicos dos municípios referidos, de cerca de 200 milhões de reais, publicou nesta segunda-feira, 14/10, edital de chamamento público para empresas interessadas em apresentarem estudos para subsidiar o processo de licitação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município de Eunápolis.

A iniciativa dos prefeitos “fraternos” da Costa do Descobrimento de vender esses serviços iniciou-se em Cabrália e Porto Seguro. No primeiro, após forte pressão popular e sem garantias de aprovação do legislativo local, o prefeito Agnelo recuou e, no momento, esboça uma composição com a estatal EMBASA, para ampliação e melhoramentos dos serviços no município. No segundo caso, em Porto Seguro, foi preciso a intervenção do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) que, através de uma medida cautelar, determinou a suspensão do processo e estipulou um prazo de 20 dias para que a administração municipal procedesse as correções nas graves irregularidades detectadas pelos representantes do colegiado (leia aqui).

O mais curioso nessa investida do prefeito Robério Oliveira é que o próprio gestor, recentemente, recusou uma proposta da estatal EMBASA, de investimentos diretos de 35 milhões de reais e que indiretamente alcançaria cifras de 300 milhões de reais, nos serviços no município, para melhorias e ampliação. Esta informação da diretoria regional da empresa só reforça a tese de que a obsessão dos administradores “fraternos” em vender esses serviços, oculta os verdadeiros interesses, que não aqueles de atender e servir a população.

Edital publicado ontem

Ao contrário de Cabrália e de Porto Seguro, onde os processos estavam bastante adiantados, em Eunápolis, está apenas iniciando. Mas, se acontecer como aqui em Porto Seguro, onde o processo foi atropelado, sem debates, com audiências públicas forjadas, com convocação de servidores em vez de autoridades e especialistas no assunto e, mesmo assim, desconsiderando o acordado em assembleias, em poucos meses estará pronto para licitação.

Com a proximidade das eleições municipais parece que a ideia é “pescar em diversas águas”. Sem trocadilhos!

https://jojonoticias.com.br/apos-o-reves-em-porto-e-cabralia-prefeito-fraterno-roberio-oliveira-quer-vender-a-agua-de-eunapolis/

Eunápolis deixa de ganhar investimento em infraestrutura! Embasa querendo investir, e a atual administração não quer! O mesmo aconteceu com o Esgotamento Sanitário!

Se o recurso não passar pelo município eles não querem!

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui